#10MinContraADengue: SES-MG está em alerta sobre os casos de Zika vírus e microcefalia no País

By | 27 de novembro de 2015

10 Minutos Contra a Dengue_mobilizacao

As doenças Dengue, Chikungunya e Zika vírus são transmitidas pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti. Portanto, eliminar qualquer foco do mosquito é a principal forma de evitar as três doenças. Para o monitoramento da entrada do Zika vírus em Minas Gerais e em consequência aos casos de microcefalia ocorridos nos estados do Nordeste, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) está cumprindo os protocolos do Ministério da Saúde e orienta todas as gestantes para a importância do pré-natal, oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, a SES-MG está reativando a vigilância sentinela, que são equipes das unidades de saúde tecnicamente treinadas para identificar os sintomas agora ligados ao Zika vírus e encaminhar para a análise. Embora não tenha registro de circulação do vírus no estado, as unidades estão distribuídas estrategicamente nos municípios de Uberaba, Belo Horizonte, Montes Claros, Teófilo Otoni, Juiz de Fora e Pouso Alegre. Minas Gerais ainda não tem nenhum caso registrado, porém, São Paulo, Estado vizinho, já apresentou ocorrência de microcefalia que pode estar relacionada ao Zika vírus.

» Clique aqui para ver uma matéria completa no site da SES-MG sobre microcefalia.

O Ministério da Saúde tornou compulsória a notificação de casos da microcefalia em todo território nacional, incluindo Minas Gerais. O protocolo para identificação de bebês com o problema deverá ser usado em todo o país. As instruções preveem os critérios para detecção da microcefalia em recém-nascidos, definem o fluxo de atendimento, diagnóstico, vigilância e acompanhamento de bebês com a anomalia.

Ainda, de acordo com o Ministério da Saúde, foram registrados neste ano 739 casos suspeitos de recém-nascidos com microcefalia, doença que causa durante a gestação a má formação do crânio. A vinculação dessa doença a partir da transmissão do Zika Vírus pelo Aedes aegypti é uma novidade surgida no Brasil. Nesta semana, uma morte por microcefalia foi confirmada em Goiânia (GO).

Deixe uma resposta