#Pré-natal: Rede Cegonha garante cuidados à mamãe e ao bebê também após o parto

By | 11 de dezembro de 2015

Pré-Natal-02

Mesmo após o parto, a mulher e o bebê deverão ser acompanhados por profissionais de saúde, preferencialmente nos serviços em que realizaram o acompanhamento pré-natal. Nessa fase, o acompanhamento por profissionais de saúde possibilita a detecção de problemas relacionados ao vínculo com a criança e amamentação e também situações de depressão pós-parto que necessitem de acompanhamento clínico.

A Rede Cegonha traz como proposta garantir a todos os recém-nascidos boas práticas de atenção baseadas em evidências científicas, e também nos princípios de humanização, como por exemplo, triagens neonatais, como o teste do pezinho, do olhinho e da orelhinha, acompanhamento do desenvolvimento do bebê e acesso a consultas especializadas, quando necessário.

Esse período de pós-parto apresenta-se, ainda, como um momento ideal para que o serviço de saúde passa ofertar à mulher informações e métodos contraceptivos que possibilitem um planejamento quanto ao futuro reprodutivo.

Destaca-se, ainda, a importância da visita domiciliar do Agente Comunitário de Saúde. Esse profissional é responsável por passar orientações relacionadas aos cuidados com a mãe e o bebê, bem como ofertar as ações programadas para a “primeira semana integral de saúde”, na Unidade Básica de Saúde. Dentre as ações, podemos destacar consultas para ambos, apoio ao aleitamento materno, imunizações, coleta de sangue para o teste do pezinho, dentre outros cuidados especiais. Até a criança completar 2 anos é preciso fortalecer o serviço de acompanhamento de seu desenvolvimento pela equipe de saúde, a partir de um olhar biopsicossocial, levando em conta, entre outras coisas,  as condições de saúde e de vida da mãe e da família.

Deixe uma resposta