#SaúdeNaFolia: Dicas para a escolha de uma fantasia segura no Carnaval

By | 5 de fevereiro de 2016

Neste carnaval, não faltam opções para se divertir! A escolha da roupa leves e confortáveis também faz toda diferença. Nada de fantasias com materiais quentes ou modelos fechados, que não deixam o corpo respirar. O excesso de calor, principalmente em blocos de rua, pode levar a um quadro de insolação. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) dá dicas importantes e simples para que o consumidor possa se divertir no Carnaval, mas com segurança. O diretor de Avaliação da Conformidade, Alfredo Lobo, alerta que é primordial que a compra seja realizada apenas no mercado formal para evitar produtos falsificados ou com informações incorretas. Confira abaixo as principais recomendações do Inmetro aos consumidores:

# Fantasias: Todas as fantasias devem conter na etiqueta as seguintes informações obrigatórias em português: dados do fabricante ou importador, CNPJ, país de origem, composição têxtil, cuidados de conservação e indicação de tamanho. Esses dados ajudam, por exemplo, a evitar possíveis reações alérgicas a determinados tipo de tecido;

# Adereços: Máscaras, lantejoulas, paetês, apitos, confetes, serpentinas e outros adereços devem conter o selo de identificação da conformidade do Inmetro. É necessário também ficar atento à quantidade indicada nas embalagens dos produtos;

# Preservativos: As camisinhas, tanto comercializadas quanto distribuídas gratuitamente, devem apresentar na embalagem o selo do Inmetro e do Organismo de Certificação de Produtos (OCP).

# Água mineral: O Inmetro, em 2014, estabeleceu uma certificação voluntária para água mineral natural envasada, comercializada em embalagens descartáveis (exceto garrafões) e de vidro retornáveis. Ao comprar água mineral na rua, verifique se o lacre da tampa não foi violado ou se apresenta marcas de reutilização. Em caso de dúvida, dê preferência à água mineral com gás, pois é mais difícil de sofrer adulteração.

Deixe uma resposta