#10MinContraADengue: Mobilização Nacional contra o mosquito Aedes aegypti

By | 11 de março de 2016

banner_mobilizacao_dengue

Nesta sexta-feira (11/03) acontece em vários prédios e espaços públicos do país uma mobilização nacional contra o Aedes aegypti. O objetivo é conscientizar a população sobre os riscos das doenças relacionadas ao mosquito que transmite Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.

A ação vai intensificar as vistorias nos imóveis públicos e servirá para que os gestores verifiquem a regularidade das ações executadas e se estão sendo realizadas de forma adequada, além de reforçar a continuidade do trabalho.

Em Belo Horizonte, por exemplo, a Ministra das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fausto Pereira dos Santos, e o diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Tarcizo Afonso Nunes, estarão na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a partir das 9h de hoje (11/03), para realizarem atividades de conscientização sobre a importância do enfrentamento, controle e mobilização contra o Aedes aegypti.

Mobilização mineira

“10 Minutos Contra a Dengue” é o tema da campanha do Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), para mobilizar a população no enfrentamento à doença. A estratégia tem por finalidade a mobilização contra a Dengue, Chikungunya e Zika Vírus com o objetivo de incentivar as pessoas a separem 10 minutos da sua semana para limpar os locais em suas casas onde o mosquito Aedes aegypti se reproduz.

Desde o final de dezembro de 2015, o Governo de Minas Gerais mantém o Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. Coordenado pelo Vice-Governador e com a Secretaria de Estado de Saúde à frente da secretaria executiva, o comitê têm funcionamento contínuo, intersetorial e tem como objetivo propor, articular, coordenar e avaliar ações destinadas ao controle do vetor, bem como reduzir a incidência das doenças e seus efeitos.

Deixe uma resposta