#Curiosidade: Início do inverno é marcado por noite mais longa do ano

By | 20 de junho de 2016

inverno#2-05

O inverno no Hemisfério Sul começa nesta segunda-feira (20/06), oficialmente, às 19h34, quando ocorre o solstício de inverno. A chegada do frio será marcada pela noite mais longa do ano e o dia mais curto. Além disso, a temperatura mínima prevista para a região Sul deve ficar entre 0ºC e 4ºC e na região Sudeste os termômetros variam entre 3ºC e 4ºC.

Neste ano, depois de uma massa de ar polar ter levado frio intenso às regiões Sul e Sudeste do país, antes mesmo do início do inverno, a expectativa de meteorologistas é de que a estação tenha temperaturas um pouco mais baixas do que no ano anterior.

Em 2015, o inverno foi um pouco mais quente em relação à média, em praticamente todo o país, com até um grau a mais que a expectativa para 2016. Neste ano, por conta da neutralidade de fenômenos que alteram a temperatura, como o El Ninõ e La Niña, o inverno será mais rigoroso. Abaixo, confira algumas dicas de saúde para ter um inverno saudável:

1) Mantenha as roupas de cama limpas especialmente os cobertores que costumam ser morada de ácaros;

2) Retire o pó da mobília e limpe o chão com pano úmido, evitando o levantamento de poeira;

3) Aproveite os dias de ensolarados para arejar a casa. O sol e o ar evitam que vírus e bactérias se proliferem;

4) Evite o contato com a fumaça do cigarro;

5) Use soro fisiológico nas regiões dos olhos e narinas, ele lubrifica a mucosa e evita irritação;

6) Evite aglomerações de pessoas em lugares fechados e pouco arejados;

7) Lave as mãos constantemente para evitar que vírus e bactérias se alojem nessa região;

8) Beba muito líquido, mas evite as bebidas alcoólicas. Água e sucos são importantes para controlar a circulação sanguínea, composição das células, músculos e respiração;

9) Não use carpetes e cortinas no quarto de pessoas alérgicas, pois eles favorecem o aparecimento de ácaros;

10) O meio mais efetivo para evitar as doenças do inverno são as vacinas. A antigripal confere imunidade por cerca de um ano e a vacina contra pneumonia pode proteger por cinco anos. No caso dos idosos, a vacina antigripal é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e distribuída gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Deixe uma resposta