#SUS: Você conhece a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra?

By | 18 de novembro de 2016

dia-da-consciencia-negra

No Sistema Único de Saúde, a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra foi instituída pela Portaria nº 992 de 13 de maio de 2009, visa garantir a equidade e a efetivação do direito à saúde de negras e negros. Tendo como marca o reconhecimento do racismo, das desigualdades étnico-raciais e do racismo institucional como determinantes sociais das condições de saúde, com vistas à promoção da equidade em saúde, estabelece objetivos, diretrizes, estratégias e responsabilidades da gestão em todas as esferas.

Entre suas diretrizes e objetivos inclui ações de cuidado, atenção, promoção à saúde e prevenção de doenças, bem como de gestão participativa, participação popular e controle social, produção de conhecimento, formação e educação permanente para trabalhadoras e trabalhadores da saúde, visando à promoção da equidade em saúde da população negra.

O racismo afeta a saúde?

Sim, o racismo afeta a saúde. O racismo influencia a ocorrência de problemas de saúde e potencializa seus fatores de risco. O Ministério da Saúde reconhece o racismo, as desigualdades étnico-raciais e o racismo institucional como Determinante Social das Condições de Saúde.

Uma pesquisa nacional sobre discriminação racial promovida em 2003 pela Fundação Perseu Abramo e o Instituto Rosa Luxemburgo Stufting, apontou que 3% da população brasileira já se percebeu discriminada nos serviços de saúde. Entre as pessoas negras que referiram discriminação, 68% foram discriminadas no hospital, 26% nos postos de saúde e 6% em outros serviços não especificados. Ainda que isto tenha sido percebido, poucos buscaram denunciar o ato. Entre aqueles que o fizeram, ninguém relatou ter sido informado sobre as providências tomadas pela instituição para reverter o quadro.

Educação Permanente

A Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) possui um curso virtual e gratuito na modalidade de Ensino à Distância (EaD), o Módulo Multidisciplinar de Saúde Integral da População Negra. Ele busca incentivar a produção e difusão de conhecimento sobre a promoção da saúde da população negra e melhorar o acesso e o atendimento dessa população no Sistema Único de Saúde (SUS). Enfoca especialmente o enfrentamento ao racismo institucional no SUS e as questões de saúde que mais afetam a população negra. Clique aqui e saiba mais.

» Leia também:  Conheça 6 mulheres negras fundamentais para a promoção da equidade no SUS

Deixe uma resposta