#FAQ: Tire todas as suas dúvidas sobre Tuberculose

By | 24 de março de 2017

tuberculose

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa com profundas raízes sociais, mas que pode afetar qualquer indivíduo, independentemente de sua classe social. A doença é causada por uma bactéria, sendo transmitida pelo ar de pessoa para pessoa, através da fala, tosse ou espirro. Ela atinge principalmente os pulmões, mas outros órgãos também podem ser afetados. Clique aqui e confira no site da SES-MG uma matéria completa sobre este assunto.

Em função disso, nesta sexta-feira (24/03), onde é celebrado o Dia Mundial de Enfrentamento à Tuberculose, o Blog da Saúde MG esclarece algumas dúvidas importantes sobre a doença. Acompanhe:

1) O que é tuberculose?

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões (tuberculose pulmonar), embora possa acometer outros órgãos e sistemas (tuberculose extrapulmonar).

2) Qual a causa da tuberculose?

A tuberculose é causada por bactérias que integram o complexo Mycobacterium tuberculosis.

3) A tuberculose é uma doença grave?

Sim. A tuberculose quando não diagnosticada e tratada adequadamente pode matar. A doença se torna grave quando diagnosticada tardiamente, quando há uso inadequado da medicação, realização do tratamento de forma irregular ou abandono do tratamento.

4) Como se dá o contágio?

A tuberculose é uma doença transmitida de pessoa a pessoa a partir da inalação de partículas muito pequenas (aerossóis) eliminadas por pessoas com tuberculose ativa. Somente pessoas com tuberculose ativa pulmonar ou laríngea transmitem a doença e, em geral, após 15 dias de tratamento adequado elas já não são mais capazes de infectar outras pessoas.

5) Como é feita a prevenção?

A melhor forma de prevenir a disseminação da tuberculose é identificar rapidamente os pacientes com a doença e iniciar o tratamento (após 15 dias de uso regular dos medicamentos a maioria das pessoas não transmite mais a doença). Também é recomendado luz solar e ventilação, que contribuem para reduzir os riscos de transmissão. Outra forma de prevenção é a vacinação BCG, que é recomendada para menores de um ano e protege a criança principalmente contra as formas graves da doença.

6) Quais são os sintomas?

Em adolescentes e adultos jovens, o principal sintoma da tuberculose pulmonar é a tosse (por três semanas ou mais), associada ou não a febre (especialmente à tarde), suor intenso à noite, falta de apetite e emagrecimento. Em crianças menores de 10 anos de idade, a febre moderada e persistente é a principal manifestação clínica. Também são comuns irritabilidade, tosse, falta de apetite, perda de peso e suor intenso à noite. Na presença dos sinais e sintomas acima descritos, é importante procurar um serviço de saúde da rede SUS para avaliação.

7) Como é feito o diagnóstico e tratamento?

A realização do exame do escarro é uma das principais ações para o diagnóstico da tuberculose. O Estado de Minas Gerais possui também uma rede que realiza o Teste Rápido Molecular, exame moderno para o diagnóstico da tuberculose, sem qualquer custo para o usuário. Na grande maioria dos casos, o atendimento e o acompanhamento deve ser realizado na Atenção Primária à Saúde. Os casos de maior complexidade, quando necessário, são encaminhados para a Atenção Secundária ou Terciária. Os hospitais de referência para o Estado no que se refere aos casos complexos de tuberculose são: Hospital Júlia Kubitschek, o Hospital das Clínicas/UFMG e o Hospital Eduardo de Menezes.

8) Quais são os principais desafios relacionados à doença?

O abandono do tratamento, pois trata-se de uma situação que pode agravar a quadro do paciente, além de manter a transmissão da doença e ocasionar o aparecimento de bactérias mais resistentes. É importante salientar que tuberculose tem cura, o tratamento é gratuito e disponível em toda rede SUS. Para o resultado do tratamento ser favorável, é importante o paciente tomar os medicamentos com regularidade (todos os dias) e notempo previsto (mínimo de 06 meses). O desconhecimento é outro desafio para o controle da tuberculose. É importante sensibilizar a comunidade. A tuberculose impõe aos pacientes uma sobrecarga associada ao impacto da doença na saúde, ao tratamento longo e difícil, e a exclusão social devido ao estigma e o medo.

Fontes:

Deixe uma resposta