Monthly Archives: junho 2017

#PartiuFérias: Atualize o cartão de vacina antes de colocar o pé na estrada!

Com a chegada das férias, muita gente aproveita para viajar para os mais variados destinos. Seja para fora do país, seja para aproveitar a diversidade das cidades brasileiras, o deslocamento de pessoas nos aeroportos e rodoviárias tende a aumentar muito nesse período do ano.

  • Clique aqui e confira uma matéria completa sobre este assunto no site da SES-MG.

Por isso, antes de arrumar as malas, o viajante precisa estar atento às exigências de vacinas para visitar alguns destinos. Na reportagem abaixo, a coordenadora de imunização da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Ferais (SES-MG), Eva Lídia Medeiros, fala mais sobre este assunto. Ouça:

#FebreAmarela: Vacinação contra a doença é prioridade em Minas Gerais

Crédito: Marcus Ferreira / SES-MG.

Crédito: Marcus Ferreira / SES-MG.

A campanha de vacinação contra a Febre Amarela alcançou um resultado bastante expressivos em Minas Gerais – embora, atualmente, a cobertura acumulada (2007 a 2017) de cerca de 80% da população imunizada contra a doença por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, como a meta estipulada pelo Ministério da Saúde é que 95% da população seja vacinada, é preciso reforçar a importância da imunização, mesmo após o término do surto.

Para a superintendente de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador da SES-MG, Deise Aparecida dos Santos, esse bloqueio vacinal permitiu, a partir de março de 2017, uma redução significativa no número de casos notificados e confirmados de Febre Amarela. “O declínio da curva de transmissão sinalizou o controle do surto nas áreas atingidas do estado. Podemos hoje considerar que Minas Gerais apresenta uma estabilização do cenário epidemiológico”, reforçou a superintendente.

O último caso confirmado de Febre Amarela, cuja transmissão ocorreu no estado de Minas Gerais (autóctone), teve o início dos sintomas no dia 18/04/2017. Após essa data, houve o registro de um caso importado do estado do Mato Grosso, com início dos sintomas em 10/05/2017. “Cerca de 4 milhões de pessoas ainda não se vacinaram e esse número traz um alerta a toda população. Sabendo que o vírus da Febre Amarela circula no estado, as pessoas não vacinadas, uma vez infectadas, podem desencadear um novo surto da doença”, ressaltou a coordenadora de Imunização da SES-MG, Eva Lídia Arcoverde Medeiros.

Atualmente, as três regiões de saúde com menor cobertura vacinal acumulada para a Febre Amarela abrangem as seguintes regionais: Regional de Saúde de Pouso Alegre, com 64,13%; Manhumirim, com 64,88%; e São João Del Rei, com 65,53%. “Nas regiões onde não houve relato de casos humanos ou de epizootias, a população procurou menos os postos de vacinação. Salientamos, no entanto, que a medida mais importante para prevenção e controle da Febre Amarela é a vacina. Por esse motivo, toda a população que reside ou que se desloca para áreas com recomendação de vacina, deve se imunizar na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua casa”, destacou Eva Lídia.

A partir de abril de 2017, o Ministério da Saúde passou a adotar dose única da vacina contra a Febre Amarela para as áreas com recomendação de vacinação em todo o país, segundo orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

  • Para ler a matéria completa no site da SES-MG, clique aqui.

#SaúdeNoInverno: É possível prevenir a conjuntivite?

Com a chegada do inverno, cresce de forma considerável o número de casos de conjuntivite. Trata-se de uma doença que causa uma inflamação da membrana que reveste a parte branca do olho, podendo causar alterações na córnea e também nas pálpebras. A inflamação dura em média 10 dias e o tratamento é individual. Para saber mais detalhes sobre esta doença, o Blog da Saúde MG separou algumas dicas. Acompanhe:

 

#SUS: Projeto “Telessaúde” em Minas Gerais leva atendimento médico remoto a 780 municípios

21-06-SUS

Em 780 municípios mineiros, o Sistema Único de Saúde (SUS) conta com um reforço de peso: a Rede de Teleassistência de Minas Gerais, coordenada pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG), unidade filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Criado em 2006, o serviço dá suporte aos atendimentos realizados pelo SUS, de forma remota e por meio de modernas tecnologias de informação e comunicação.

Além de contribuir com a saúde do paciente, proporcionando conforto no atendimento e diagnósticos mais precisos e rápidos, outro benefício da teleassistência é a redução dos gastos. Desde o início das operações do serviço, já foram realizados cerca de 3,2 milhões de exames e teleconsultorias e R$ 184 milhões de reais de economia.

Em alguns casos, o referenciamento de pacientes – encaminhamento para um centro de referência para consultas ou exames especializados – pode chegar a 50% do orçamento municipal da saúde de um município. O atendimento remoto realizado pelo HC-UFMG reduz em até 80% esses encaminhamentos, gerando economia aos cofres públicos. Os profissionais de saúde solicitam segunda opinião sobre um caso clínico ou exames de imagem como eletrocardiograma, que são enviados pela internet para análise ou opinião de especialistas.
O que é o Telessaúde? 

Com o objetivo de dar suporte ao atendimento à saúde da população é que foi criada a Rede de Teleassistência de Minas Gerais. Por meio de tecnologias de informação e comunicação, médicos podem interagir de forma remota com especialistas de seis universidades públicas – UFMG, UFU, UFTM, UFJF, Unimontes e UFSJ.

No HC-UFMG, uma equipe de profissionais de saúde e de informática e gestores em saúde atuam em sintonia com as políticas públicas nacionais, estaduais e dos municípios mineiros, sempre com o objetivo de facilitar o acesso dos pacientes aos serviços de saúde e dos profissionais ao conhecimento em saúde.

Os profissionais de saúde dos municípios solicitam segunda opinião sobre um caso clínico (teleconsultoria) ou exames de imagem como eletrocardiograma, que são enviados pela internet para análise ou opinião de especialistas. Os exames são analisados e respondidos no mesmo dia e, em caso de urgência, em poucos minutos. As teleconsultorias são respondidas em até 12 horas por especialistas de plantão exclusivo para telessaúde nos hospitais universitários.

Sobre a Ebserh

Desde dezembro de 2014, o HC-UG é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Ebserh administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

 

Fonte: Blog da Saúde / Ministério da Saúde.

#DoeÓrgãos: Hospital mineiro realiza primeiro transplante renal com doador vivo de 2017

Um jovem de 21 anos, morador de Araxá (MG), recebeu o rim de sua mãe, de 51 anos, no primeiro transplante renal com doador vivo deste ano, realizado pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). A intervenção ocorreu no dia 21 de junho e foi o sétimo transplante renal em 2017. Os demais procedimentos foram realizados com doadores falecidos.

 

 

#Curiosidade: Por que é importante se prevenir contra o sarampo?

Com a proximidade das férias e um fluxo maior de famílias em viagens, um assunto que sempre gera dúvidas é quanto à imunização e prevenção de determinadas doenças. Atualmente, é muito importante falar do sarampo, que têm apresentado alguns casos no exterior.

Por isso, o Blog da Saúde MG esclarece dúvidas e ressalta a importância de manter o cartão vacinal em dia, independente de sua faixa etária. Confira:

#FalaRegional: Regional de Coronel Fabriciano terá representante na 15ª EXPOEPI

A Regional de Saúde de Coronel Fabriciano terá a participação de três referências técnicas na 15ª edição da Mostra Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (EXPOEPI), realizada em Brasília-DF no período de 27 a 30 de junho.

WhatsApp Image 2017-06-28 at 14.16.37

O servidor Fabiano Martins, apresentará um trabalho técnico-científico decorrente de pós-graduação em Gestão de Redes de Atenção à Saúde, ofertado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em 2016, intitulado “Cenário da cobertura de exames de citopatologia e colposcopia na rede de atenção à saúde do subconjunto da Macro Leste, de Minas Gerais: análise da programação de exames no ano de 2014″.

Em agosto, na 9ª Conferência Científica Global, na Tailândia, mais um trabalho relacionado ao surto de febre amarela ocorrido no estado de Minas Gerais será apresentado em um evento científico. Trata-se do artigo da pesquisadora Adriana Regina Farias Pontes Lucena, “Fatores de risco para a morte humana por febre amarela silvestre: estudo de coorte retrospectivo durante o surto, Minas Gerais, Brasil, 2016/2017”. O artigo tem como colaborador em sua pesquisa, a servidora Natália Litting, referência técnica da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano.

#SUS: Programa “MaisMédicos” abrange 460 municípios mineiros

Crédito: Marcus Ferreira / SES-MG.

Crédito: Marcus Ferreira / SES-MG.

Na última segunda-feira (26/06), 54 médicos cubanos chegaram a Minas Gerais para recompor o quadro de profissionais de 42 municípios que solicitaram a manutenção do Programa Mais Médicos. Esses profissionais, com formação em medicina preventiva, atuarão no âmbito da Atenção Básica e aguardam a publicação do RMS (Registro do Ministério da Saúde) para que possam começar a trabalhar.

  • Clique aqui para ler a matéria completa sobre este assunto no site da SES-MG.

A recomposição dos médicos cooperados que encerraram o ciclo no programa assegura a continuidade da assistência a população, sendo possível, dessa forma, dar seguimento aos acompanhamentos de pré-natal, de pacientes com doenças crônicas, problemas relacionados à saúde mental, da saúde da mulher, da criança, do adulto e do idoso.

De acordo com a médica Dailen Perez, que atuará no município de Igarapé, o objetivo e desafio da missão é “contribuir para uma melhora na qualidade da saúde pública”. Confira o áudio da entrevista com a médica cubana Dailen Perez:

A previsão é que, no decorrer da semana, outros 22 profissionais desembarquem nos aeroportos mais próximos ao municípios onde atuarão. Clique aqui e confira a lista de municípios que receberão os 76 médicos cubanos, do Programa Mais Médicos. Mas, você sabe o que é o Mais Médicos e qual é a importância desse programa para o SUS? Confira:

#SaúdeLGBT: Você sabe quais são as conquistas da população LGBT no SUS?

Nesta quarta-feira (28/06) é celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBT. A data marca uma série de movimentos pelo reconhecimento de direitos sociais que abrangem a população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT). Na data, aproveitamos para lembrar a importância do cuidado integral com a saúde de todo o público LGBT no Sistema Único de Saúde (SUS)Confira: ❤💛💚💙💜💖🌈

#SaúdeECinema: Cinco filmes nacionais com a temática LGBT que você não pode perder!

Nesta quarta-feira (28/06) é comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBT. A data reforça a importância do respeito à diversidade e também é uma excelente oportunidade de conferir alguns filmes nacionais que abordam essa temática com sensibilidade e contribuem de forma representativa para avançarmos com questões de visibilidade e de direitos sociais. Por isso, confira a nossa seleção de filmes e compartilhe com os seus amigos: 😊🎬📽🌈🖥👏❤

#TOP5: Dicas para um sono leve, gostoso e saudável!

Na última semana, demos dicas aqui de como vencer a preguiça, levantar mais cedo e ir se exercitar, mesmo nesses “diazinhos” mais frios. Porém, isso não exclui a necessidade e a importância de uma boa noite de sono, e sono de qualidade! Além de prazeroso (quem não AMA uma sonequinha!? 🙋), esse é um dos momentos mais importantes do dia. É durante o sono que o corpo fortalece o sistema imunológico, libera a secreção de hormônios e consolida a memória, entre outras funções de extrema importância para o funcionamento correto do organismo.

Por isso, atendendo a pedidos de nossos internautas, seguem agora dicas simples para você cultivar um sono leve, gostoso e saudável, claro! Confira nosso #TOP5: