Monthly Archives: julho 2017

#SaúdeEntrevista: Importância do leite materno como fonte de alimento para o bebê

Ana Paula Mendes Carvalho, coordenadora de Atenção à Saúde da Mulher da SES-MG

Ana Paula Mendes Carvalho, coordenadora de Atenção à Saúde da Mulher da SES-MG

Entre os dias 1º e 7 de agosto é celebrada a Semana Mundial de Aleitamento Materno.  A data, celebrada em mais de 150 países, traz como tema em 2017 “Trabalhar juntos para o bem comum”, que tem como objetivo retomar a importância do trabalho em conjunto e enaltecer a relevância da sustentabilidade para o desenvolvimento da sociedade.

O aleitamento materno é a alimentação ideal para todas as crianças. Devido a sua composição de nutrientes é considerado um alimento completo para garantir o crescimento e desenvolvimento saudável do bebê durante os primeiros dois anos de vida ou mais. É um alimento de fácil e rápida digestão, completamente aproveitado pelo organismo infantil.

  • Clique aqui e confira matéria completa no site da SES-MG.

Para falar mais sobre este assunto, o Blog da Saúde MG conversou com a Coordenadora de Atenção à Saúde da Mulher da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Ana Paula Mendes, sobre a importância do leite materno como fonte de alimento para o bebê. Confira:

1) Qual a importância da amamentação para a criança em relação à nutrição?

O leite materno é capaz de suprir sozinho as necessidades nutricionais da criança nos primeiros seis meses e continua sendo uma importante fonte de nutrientes no segundo ano de vida ou mais, especialmente de proteínas, gorduras e vitaminas. A composição nutricional do leite materno diferencia-se ao longo da mamada e da idade da criança.

Ao analisar-se a composição do leite humano, distingue-se o colostro, o leite de transição e o leite maduro. Também ocorre uma diferença na composição do leite nas distintas etapas da amamentação, nas diferentes horas do dia e até nas fases da mesma mamada, do começo ao término.

O colostro, produzido aproximadamente nos cinco primeiros dias pós-parto é muito rico em proteínas, vitaminas, sais minerais, macrófagos (que conferem proteção ao recém-nascido) e lactose.

 O leite de transição é produzido aproximadamente entre o quinto e o décimo quinto dia após o nascimento. Sua composição altera-se ao longo dos dias, variando das características do colostro às do leite maduro.

O leite maduro possui maior valor calórico e maior volume. É constituído principalmente de proteínas, carboidratos, lipídios, minerais e vitaminas.

2) Quais são os principais benefícios do leite como fonte de alimentação para os bebês?

O leite materno possui características bioquímicas ideais para o crescimento e desenvolvimento da criança. Por meio dele, o bebê recebe o aporte necessário para um bom desenvolvimento, sendo uma prática saudável tanto para mãe quanto para o filho. Além disso, protege contra infecções, doenças respiratórias, doenças crônicas não transmissíveis e má-formação da arcada dentária; A amamentação também é uma possível estratégia na prevenção da obesidade infantil e de certas patologias.

O leite materno é o único alimento completo, uma vez que é capaz de prover isoladamente todos os nutrientes que uma criança necessita nos primeiros seis meses de vida para crescer com saúde. A alimentação favorece também o vínculo mãe-filho e facilita o desenvolvimento emocional, cognitivo e sistema nervoso.

3) Até que idade as crianças devem receber o leite materno como única fonte de alimentação?

O Ministério da Saúde recomenda amamentação exclusiva do nascimento até os seis meses de idade e a sua continuidade até pelo menos dois anos, junto com alimentos saudáveis.

4) Após começarem a dieta sólida, os bebês devem continuar recebendo leite materno?

A partir dos seis meses, as crianças precisam de uma alimentação variada, mas recomenda-se que o aleitamento materno continue sendo oferecido até o segundo ano de vida ou mais. A mãe pode continuar a amamentar até quando ela e a criança desejarem. A avaliação da interrupção da amamentação na maioria das vezes envolve aspectos sociais e psicológicos da mãe e criança.

5)  Quais os hábitos alimentares as mães devem adotar no período da amamentação?

Antes de tudo, para uma amamentação bem sucedida, a mãe necessita de constante incentivo e suporte dos profissionais de saúde, da família e da comunidade em geral. Recomenda-se que as mães adotem hábitos alimentares saudáveis e alimentação adequada durante a lactação, como: consumir dieta variada, incluindo pães e cereais, frutas, legumes, verduras, derivados do leite, carnes e ingestão de água de acordo com as condições econômicas de cada família. Geralmente, as mulheres que amamentam não precisam evitar determinados alimentos.

É importante ressaltar que o volume de leite produzido varia, dependendo de quanto a criança mama e da frequência com que o faz. Tal frequência deve ser guiada pela vontade da criança. Quanto mais volume de leite e mais vezes a criança mamar, maior será a produção de leite.

#Enquete: Qual a sua experiência com a amamentação?

Tem enquete nova no site da SES-MG! Entre os dias 1º e 7 de agosto é celebrada, em cerca de 150 países, a Semana Mundial de Aleitamento Materno. Em 2017, a semana traz como tema “Trabalhar juntos para o bem comum”. 👏👏👏

» Clique aqui e confira matéria completa sobre o assunto em nosso site!

Assim, queremos saber de você, que é mamãe e/ou lactante, qual a sua experiência com a amamentação. Os resultados vão nos ajudar na produção de conteúdo informativo, a respeito daquilo que percebermos como maior dúvida ou desafio de quem amamenta ou deseja amamentar. 👩💜👶

🖱 Acesse o site da SES-MG e participe! A enquete está logo na parte inferior da homepage do portal.

Em tempo: Nos meses de junho e julho, em alusão à campanha “Tabagismo: esse problema não é só seu”, que abordou os males do cigarro para a saúde, a SES-MG questionou os internautas sua principal tática para se livrar da dependência. Confira o resultado:

Sem título

#Evento: SES-MG realiza Conferência Livre dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Vigilância em Saúde

conferencia_vs_post

Entre os dias 01 a 04 de agosto de 2017, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) promove a Conferência Livre dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Vigilância em Saúde: Nenhum Direito a Menos. Com o Tema Vigilância em Saúde: Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade, o evento se constitui como uma das etapas da Conferência Estadual de Vigilância em Saúde, além de ser uma ferramenta para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e consolidação do Sistema Estadual de Vigilância em Saúde no estado.

“A realização da Conferência Livre é um convite para a participação dos trabalhadores e trabalhadoras do Sistema Estadual de Saúde, que irão propor diretrizes para a formulação da Política Nacional de Vigilância em Saúde e o fortalecimento de ações de Promoção e Proteção à Saúde em Minas Gerais. Entre os desafios, está o estabelecimento de um modelo de atenção à saúde voltado para a redução do risco da doença e de outros agravos, onde a promoção, proteção e prevenção sejam os orientadores do cuidado à Saúde”, explica o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde da SES-MG, Rodrigo Fabiano do Carmo Said.

A abertura oficial da Conferência será  na terça-feira (01/08), a partir das 18h. A mesa de abertura, no entanto, terá início às 18h30, com as discussões acerca dos objetivos e contexto da Conferência-Livre de Vigilância em Saúde. Participarão desse primeiro debate o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Sávio Souza Cruz; o Subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde, Rodrigo Said; a Superintendente de vigilância Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador, Deise Santos e o Superintendente de Vigilância Sanitário, Rilke Novato Públio.

  • Clique aqui e confira a programação completa da Conferência.

Em tempo

De 21 a 24 de novembro, em Brasília-DF, será realizada a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde. A conferência discutirá, entre outras questões, quais estratégias podem gerar ações integradoras das vigilâncias e a integração da vigilância em saúde com a atenção básica.

Ainda, a proposta de regulamento da etapa nacional desta Conferência está disponível para alterações, acréscimos ou exclusões de propostas. As sugestões podem ser feitas através do formulário online. Você pode contribuir acessando a Consulta Virtual aqui.

#Prevenção: Campanha convoca população a fazer exames de Hepatite C e diabetes

campanha_na ponta do dedo_2017

As sociedades brasileiras de Diabetes (SBD), Hepatologia (SBH) e Infectologia (SBI) lançaram a campanha nacional de conscientização “Na ponta do dedo – faça o exame, por trás da Diabetes tipo 2 pode estar a Hepatite C”. O objetivo é estimular a população a fazer o exame que detecta o vírus da hepatite C. Segundo as entidades, estudos mostram que o vírus da hepatite C é capaz de gerar alterações na insulina, impedindo a regulação do metabolismo da glicose no organismo. Pacientes com essas alterações têm quatro vezes mais chance de desenvolver o diabetes tipo 2.

  • Clique aqui para conferir a página especial da SES-MG sobre Hepatites Virais.

A campanha foi lançada para aproveitar o Julho Amarelo, mês de prevenção e controle das hepatites virais, e a proximidade com o dia 28 de julho, data instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais. Segundo a Sociedade Brasileira de Hepatologia, há no Brasil cerca de 2 milhões de portadores do vírus da hepatite C, dos quais 70% desconhecem que têm o vírus e 10% são tratados.

Cerca de 90% das pessoas que adquirem o vírus não desenvolvem a doença. Aqueles que a desenvolvem, muitas vezes descobrem tarde demais, quando as complicações já estão avançadas, já que o aparecimento de sintomas é muito raro. Além do diabetes tipo 2, pacientes com hepatite C têm propensão a desenvolver câncer de fígado, cirrose e doenças cardiovasculares.

Para fazer o teste anti-HCV, que serve para detectar a doença, basta uma pequena quantidade de sangue, a partir de uma picada no dedo. O tratamento consiste no uso de um medicamento com pouco ou nenhum efeito colateral, que deve ser tomado duas vezes ao dia, durante três meses. O remédio também está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Para outras informações, basta acessar o site da campanha “Na Ponta do Dedo”: http://napontadodedo.com

Fonte: Agência Brasil

#Funed110Anos: Caminhão do ‘Ciência em Movimento’ será aberto ao público em BH

Divulgação Funed

Divulgação Funed

Em comemoração aos 110 anos da Fundação Ezequiel Dias (Funed), no próximo dia 03 de agosto, o “caminhão itinerante” do Programa “Ciência em Movimento” será aberto ao público em Belo Horizonte.

Levando aos cidadãos temáticas como animais peçonhentos, dengue, leishmaniose, doenças sexualmente transmissíveis e outros, através de uma abordagem lúdica e popular, o Ciência em Movimento estabelece diálogo entre os pesquisadores e a sociedade relacionando ciência, tecnologia, saúde e cultura.

Nesta quinta-feira (03/08), o Caminhão estará aberto aos visitantes na sede da Funed, na rua Conde Pereira Carneiro, 80 , bairro Gameleira, em BH/MG, das 08h às 17h.

#LinksDaSemana: Confira as principais notícias que foram destaque no Sistema Estadual de Saúde

Toda segunda-feira o Blog da Saúde MG traz as principais matérias que foram publicadas no site da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e das vinculadas do Sistema Estadual de SaúdeTudo isso para você não perder nenhuma notícia importante sobre o SUS, além de informações sobre prevenção e cuidados com a sua saúde! Confira:

» SES-MG

Novos profissionais do Mais Médicos chegam ao estado

Seis médicas cubanas chegam para reposição do Programa Mais Médicos de Minas Gerais. Outros 76 médicos cooperados já chegaram ao estado neste ano e já estão atuando nos municípios.

SES-MG alerta sobre prevenção das hepatites

Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais aproveita Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais para alertar a população sobre as medidas necessárias para prevenir a doença.

» Blog da Saúde MG

#TOP5: Grandes mulheres da história da saúde pública no Brasil

Em homenagem às tantas pesquisadoras, cientistas, médicas, enfermeiras e gestoras em saúde pública no Brasil, o Blog da Saúde MG te apresenta algumas dessas grandes figuras.

#MitoOuVerdade: Existe falta de medicamentos para o tratamento de HIV/Aids pelo SUS?

SES-MG esclarece a questão da aquisição e compra de medicamentos para o tratamento de HIV/Aids.

» ESP-MG

ESP-MG seleciona alunos para cursos livres em Saúde Pública, Planejamento e Gestão Pública

São 17 cursos gratuitos direcionados aos trabalhadores do SUS, com qualquer nível de formação, que atuam na saúde pública em Minas Gerais.

» Hemominas

Coleta externa contribui para o abastecimento do estoque de sangue

Agendamentos e coletas externas são ações que visam enfrentar a queda no comparecimento de candidatos voluntários à doação de sangue no período de frio e férias.

» Fhemig

Presidente da Fhemig discute projeto no Servas

Programa “Carinho de Mãe” foi idealizado para orientar gestantes em vulnerabilidade social. Já foram realizados oito cursos em BH e região metropolitana e em Araçuaí.

#SaúdeNaCozinha: Guia prático para uma alimentação mais natural e saudável

Nesta sexta-feira (28/07) é celebrado o Dia do Agricultor, data criada em razão de ter sido nesse dia, em 1960, a fundação do Ministério da Agricultura. É inegável a importância e relevância desse profissional para a sociedade, pois é a sua atividade que propicia a maior parte da produção de alimentos, sobretudo aqueles que estão na mesa de todos os brasileiros, como o arroz e o feijão, contribuindo ainda para uma alimentação mais saudável, colorida, diversa e acessível para toda a população.

via GIPHY

Para quem nos acompanha, o incentivo à uma alimentação mais natural e saudável é assunto frequente do Blog Da Saúde MG. Por exemplo: lembra de quando falamos sobre a diferença entre alimentos “in natura” (olha o papel do agricultor aqui! 👨🖐 ), processados e ultraprocessados? Clique aqui e confira qual desses grupos tem tido predominância na sua alimentação diária e surpreenda-se!

Percebeu que precisa comer melhor mas deseja fazê-lo também por um preço mais acessível? Esse é um dos principais benefícios de adquirir alimentos no período de safra. #VocêSabiaQue em cada mês do ano, há frutas, legumes e verduras em sua época mais propícia, que oferecem maior qualidade nutricional, além de sabor e aroma mais intensos? Pois é, já falamos disso aqui, saiba mais!

👉 EXTRA: O mês está acabando mais ainda é tempo de priorizar 3 alimentos cuja melhor safra se dá em julho e têm grande produção em Minas Gerais: a ervilha, o maracujá e a couve!  Que tal receitinhas fáceis, saudáveis e também muito saborosas para que você possa aproveitar o melhor desses alimentos, heim?

Ok, você já está inserindo mais alimentos “in natura“, ou seja, frutas, legumes e verduras e cereais da forma como são produzidos pelos agricultores, mas já parou para pensar que pode estar desperdiçando partes valiosas destes alimentos, como as cascas, sementes, folhas e talos? Pois é, nós aqui já! 😌 E por isso, queremos lembrar a vocês outro tipo de receitinhas: as que se utilizam destas partes muitas vezes jogadas fora, de forma que você possa aproveitar integralmente os alimentos! Clique aqui e surpreenda-se! 👏👏👏

E se ainda assim você fica perdido em meio à imensa variedade de frutas, hortaliças, tubérculos e leguminosas brasileiras, e não sabe como inclui-las na sua alimentação diária, combinando-as para uma alimentação saudável, neste post aqui falamos sobre o livro Alimentos Regionais Brasileiros. Ele apresenta cada alimento por região do país e traz receitas culinárias, dicas de como cozinhar com mais saúde e uma lista de possíveis substituições para as preparações desenvolvidas; legal, não? 😍

Agora, se você quer se tornar adepto do cultivo de alimentos, o Blog Da Saúde MG também te ajuda nisso! 🖱 Aqui, você aprender como fazer uma horta vertical em casa ou no apartamento, de forma a ter alimentos saudáveis, livres de agrotóxicos, além de uma atividade prazerosa; e clicando aqui, falamos mais sobre alguns dos inúmeros benefícios de ter verduras, legumes e temperos frescos colhidos na hora. 🍅🥒🍆

horta-vertical-01-1024x1024

🖱 Leia mais no site da SES-MG: Vida Saudável – A escolha dos alimentos faz toda a diferença!

#VidaSaudável: Brasil é um dos líderes mundiais no controle do tabagismo

banner_cigarro_2016

Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta o Brasil como um dos líderes mundiais no controle ao tabagismo. O texto mostra ainda que uma em cada dez mortes por doença no mundo é causada pelo cigarro.

“O País aparece como um dos oito que conseguiram, dentro do grupo de nações de rendas baixa e média, implementar quatro ou mais dessas medidas [de controle] efetivas no seu mais alto grau. Então, o Brasil continua aparecendo como uma liderança e uma referência para outros países no cenário global, no que se refere ao controle do tabagismo”, disse o oficial técnico do Secretariado da Convenção Quadro da OMS sobre o Controle do Tabaco, Rodrigo Santos Feijó.

Políticas

Apesar dos dados mostrados pela pesquisa Epidemia Global de Tabaco 2017, 4,7 bilhões de pessoas, o equivalente a 63% da população mundial, têm acesso a advertências contra o uso do tabaco.

Por conta disso, o órgão sugere o aumento de políticas de controle do produto a nível mundial. Entre as medidas propostas estão uma maior divulgação de imagens e gráficos de advertência sobre os riscos do tabaco e o estabelecimento de lugares públicos livres do fumo.

Hoje, o número de pessoas informadas sobre os riscos do fumo cresceu. São 3,6 bilhões de pessoas a mais que em 2007. O documento alerta que, num esforço conjunto, os países podem ajudar a evitar milhões de mortes todos os anos por causa do fumo ou de doenças associadas ao seu uso. Diz ainda que, desde 2007, as políticas abrangentes de controle do tabaco quadruplicaram.

Fonte: Portal Brasil

#Curiosidade: Você sabe o que são Hepatites Virais?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu 28 de julho como Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, a partir de iniciativa e propostas brasileiras, em maio de 2012. A celebração da data tem como objetivo atrair atenção para o tema e incentivar o diálogo, principalmente no campo da saúde pública. A equipe do Blog da Saúde MG esclarece dúvidas quanto ao que são essas doenças, à prevenção e tratamentos oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS). Confira:

#MitoOuVerdade: Existe falta de medicamentos para o tratamento de HIV/Aids pelo SUS?

banner_HIV_Aids

Nos últimos dias, muitas pessoas tem nos perguntado se existe mesmo a falta de medicamentos para o tratamento de HIV/Aids pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que os medicamentos para o tratamento de HIV/Aids são adquiridos e distribuídos pelo Ministério da Saúde às Secretarias Estaduais de Saúde.

A Assistência Farmacêutica da SES-MG elabora a programação do quantitativo necessário para atendimento ao Estado mensalmente.

Contudo, as entregas têm ocorrido em atraso, parceladas e com quantitativo muito inferior ao planejado pela SES-MG ocasionando desabastecimentos. Os itens, assim que recebidos no almoxarifado central da SES-MG, são distribuídos às Unidade de Dispensação de Medicamentos (UDM) com a agilidade possível.

Abaixo, confira o gráfico que demonstra a relação entre as quantidades solicitadas pela SES-MG e entregues pelo Ministério da Saúde, no mês de julho de 2017:

tabela_grafico_medicamento

Veja também:
OMS pede ação contra ameaça representada pela resistência aos medicamentos contra o HIV

 

#Dica: Jogo digital ajuda a prevenir intoxicações de crianças em casa

No intuito de alertar pais e jovens sobre a prevenção de acidentes por intoxicação, o Polo de Jogos e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) e do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox), transformaram em algo lúdico a campanha de prevenção contra acidentes por intoxicação: o jogo digital Quem deixou isso aqui?.

A ideia é manter a personagem central – Aninha, uma menina de três anos – longe de coisas que podem intoxicá-la, como medicamentos, plantas, materiais de limpeza e até mesmo alimentos e bebidas alcóolicas. Para isso, você precisa guardar todos os itens potencialmente perigosos antes que ela se machuque. Clicando no objeto – um de cada vez, ele aparece no canto esquerdo da tela e você pode guardá-los nos armários do alto de cada cômodo, fora do alcance da menina. Você também pode tirar o objeto das mãos da Aninha clicando nele. Muitas das coisas infelizmente não são possíveis de ser guardadas, como plantas ornamentais por exemplo, e Aninha é teimosa e pode te dar trabalho, te levando a tirar alguns objetos de sua mão mais de uma vez.

Além disso, as setas que aparecem nos cantos de cada cômodo te permitem andar pela casa, à medida que Aninha vai de um cômodo a outro.

Está preparado? 👍 Clique abaixo para jogar:

jogo fiocruz