#SaúdeEntrevista: Coordenadora de Urgência e Emergência da SES-MG fala sobre o SAMU

By | 6 de julho de 2017
Por Míria César e Willian Pacheco
Unidade de Suporte Avançado - SAMU

Foto: Christyam de Lima.

Nesta quinta-feira (06/07), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) completa um mês de funcionamento na Região Ampliada de Saúde (RAS) Oeste de Minas Gerais. Para a implantação, o Governo do Estado de Minas Gerais investiu R$ 7 milhões e R$ 3,9 milhões para a aquisição de ambulâncias que prestam atendimentos a população. Clique aqui e confira a matéria na íntegra no site da SES-MG

Para falar mais sobre este assunto, o Blog da Saúde MG conversou com a a coordenadora de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Kelly Barros Fortini. Confira:

1) Qual é a importância do serviço e da organização dos atendimentos de urgência e emergência na região?
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência SAMU192 constitui um dos principais pilares da Rede de Urgência e Emergência do Estado de Minas Gerais, uma vez que, o mesmo é de essencial importância no atendimento primário às urgências de forma resolutiva, eficaz e segura, evitando a evolução de quadros graves, inclusive que poderiam ao óbito do paciente.

O SAMU 192 é um serviço que funciona 24 horas/dia de amplo acesso a população, se efetivando não só no atendimento assistencial de maneira direta com envio de veículos tripulados por equipes capacitadas, mas também, por meio da prestação de orientações médicas. O acesso é por meio do número “192” sendo assim remetido a Central de Regulação das Urgências onde após triagem médica e definido o tipo de conduta a ser adotada.

2) O que muda, de fato, com o funcionamento do Samu?
A partir do funcionamento do SAMU192 Regional Oeste, o serviço de atendimento móvel de urgência, passou a contar com a disponibilidade de 31 ambulâncias, devidamente equipadas para o atendimento pré-hospitalar, sendo 24 Unidades de Suporte Básico e 07 Unidades de Suporte Avançado, distribuídas estrategicamente em 23 municípios para o atendimento eficaz e seguro a toda a população dos 54 municípios que compõe a Região Ampliada de Saúde Oeste. No mês de junho foram gerados junto a Central de Regulação da região, 12.767 ligações telefônicas, destas ligações destacamos 32,67% de orientações médicas sendo que 16,14% resultaram em atendimentos pelas equipes tripulam as ambulâncias.

Foto: Christyam de Lima.

Foto: Christyam de Lima.

3) Como funcionava os serviços de urgência na região antes da implantação do Samu Oeste?
No que se refere ao SAMU 192 da região, apenas o município de Itaúna possuía o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, estando os demais municípios até então, desguarnecidos deste serviço.

4) Quais são os investimentos do Estado na implantação e manutenção do Samu?
Para a implantação do SAMU192 Regional Oeste foram investidos R$ 7.076.279,61, por meio de convênio de implantação entre a SES/MG e o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste para Gerenciamento dos Serviços de Urgência e Emergência (CIS-URG Oeste) que já se encontra em funcionamento.

Deixe uma resposta