#SaúdeDaMulher: uma questão de gênero, raça e classe

By | 10 de julho de 2017

Entre os dias 10 e 12 de julho, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e o Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais  promovem a 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher. E quando se trata dessa questão, é inegável que o tema perpassa, para além de especificidades biológicas – como quando tratamos de câncer de colo do útero ou saúde gestacional – questões de desigualdade de gênero, raça e classe socioeconômica. Como demonstram os dados e gráficos abaixo, mulheres negras, por exemplo, sofrem ainda mais o peso de alguns agravos em saúde. Confira:

Deixe uma resposta