#Mobilização: UFOP realiza oficina sobre sais de ervas e palestra sobre saúde da mulher

By | 20 de setembro de 2017
Por Karina Estevo

20.09_palestra_UFOP

Os integrantes da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Itabirito (ASCITO) participaram de uma palestra sobre a saúde da mulher e da oficina de sais de ervas, promovidas pelas representantes da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), em parceria com a Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT). O objetivo foi alertar sobre a importância da prevenção de doenças.

Durante a oficina de sais de ervas, ministrada pela aluna do curso de Nutrição da UFOP, Nayara Resende, as associadas aprenderam a fazer os sais, conheceram os seus diferentes tipos e composição, tiraram as dúvidas quanto ao uso e benefícios, e receberam uma amostra para experimentar. Em seguida foi realizada uma palestra pela professora Claudia Martins Carneiro, do Curso de Farmácia da UFOP, para tratar sobre os temas: a saúde da mulher e a prevenção do colo do útero.

“A professora apresentou os desafios para a erradicação da doença, a importância da prevenção e deu várias dicas de como se manter saudável. Ao final, incentivou a prática de atividade física, alertou sobre a importância de ir periodicamente ao médico e fazer autoexame”, destaca a técnica da Ancat, Maria das Graças de Melo Ferreira.

A ação foi de suma relevância para as associadas. “Tivemos uma tarde fitness, vimos como o sal em excesso faz muito mal, aprendemos a fazer sal de ervas. E o assunto que mais nos levou a pensar foi à importância de nós, mulheres, irmos ao médico para nos cuidar, falamos muito sobre a saúde da mulher! Obrigada, UF OP, ANCAT!”, destaca Jennifer, integrante da ASCITO.

A necessidade de realizar uma palestra sobre saúde da mulher na ASCITO foi identificada durante o diagnóstico participativo, desenvolvido pela técnica da Ancat nos empreendimentos. “Na ASCITO foi observada a necessidade de se fazer um trabalho voltado para a saúde dos associados, através dos depoimentos e da observação diária. A maioria dos associados são mulheres e havia muitas queixas sobre a saúde e a falta de orientação médica”, destaca Maria.

Ficou acordado que os associados procurarão o Posto de Saúde para fazer os exames necessários e que a professora da UFOP acompanhará os resultados. No início do mês de outubro, será realizada uma oficina de horta suspensa, onde os associados aprenderão a cultivar a ervas e verduras.

 

Deixe uma resposta