#Inclusão: SUS oferece assistência para as pessoas com deficiência auditiva

By | 6 de novembro de 2017

banner_surdos_sus_2017

No último domingo (05/11), a redação do #Enem2017 teve como tema “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”. Mas, o que muita gente não sabe é que o Sistema Único de Saúde (SUS), por meio dos Centros de Reabilitação Auditiva e Centros Especializados em Reabilitação (CER), oferece a assistência necessária para a saúde da pessoa com deficiência auditiva.

O encaminhamento para estes serviços deve ser realizado pela Secretaria Municipal de Saúde do município de residência do usuário e o agendamento é realizado pela Junta Reguladora da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência do município sede do serviço.

Mas, o que é a surdez?

A surdez ou deficiência auditiva é uma redução ou ausência da capacidade de ouvir. Dependendo do local da lesão é classificada quanto ao tipo (condutiva, neurossensorial, central ou mista) e quanto ao grau (leve, moderada, severa ou profunda).

As perdas auditivas leves dificultam ou impedem a detecção de sons de baixa intensidade, como um sussurro ou um tique taque de relógio. As moderadas comprometem a compreensão da fala em volume natural. As severas e profundas impossibilitam a detecção de fala mesmo em intensidades mais elevadas.

Implante coclear

O implante coclear é ofertado pelo SUS e consiste em uma prótese colocada dentro da cóclea (parte interna do ouvido) através de uma cirurgia, e outra presa ao redor da orelha, composta pela antena e o processador de fala. O aparelho capta os sons e transfere diretamente este som para o nervo auditivo, possibilitando que o paciente gradativamente comece a ouvir. Por se tratar de um dispositivo de alta complexidade, a cirurgia e a reabilitação do paciente é feita em hospitais credenciados pelo Ministério da Saúde. Desse modo, o implante devolve a capacidade de ouvir para quem tem perda auditiva.

Deixe uma resposta