#Ciência: Radis de novembro destaca saúde bucal e cidadania

By | 7 de novembro de 2017

Radis Novembro

Sueli não contém o sorriso, ainda tímido. Senta na cadeira da dentista, com uma alegria incontida. O gesto simples de sorrir havia deixado de ser natural para ela, talvez ainda na adolescência. Moradora de uma área pobre do bairro Jardim Santa Genebra, na região leste de Campinas (SP), ela teve um quadro de desnutrição e deficiência de cálcio quando criança, o que contribuiu para a perda dentária.

A história de Sueli é retrato de um dos problemas mais marcantes da saúde bucal no Brasil: a perda dos dentes. Também chamada de edentulismo ou mutilação dentária, essa ocorrência aponta para a necessidade de se pensar a saúde bucal pelo ponto de vista da integralidade – da prevenção e promoção até os cuidados de reabilitação. O contato diário com essa realidade aguçou o olhar da dentista responsável pelo serviço de prótese que fez a reabilitação de Sueli, no Centro de Saúde Dr. Luiz de Tella, na zona Leste de Campinas, Ana Cláudia Pimenta: além de cuidar da reconstrução do sorriso, ela passou também a colher as histórias de pessoas que perderam os dentes, ao longo da vida, e como elas lidam com essa ausência e com os preconceitos decorrentes.

Para entender os desafios que atravessam o cuidado com o sorriso dos brasileiros, Radis foi também aos serviços de saúde e ouviu profissionais e usuários do SUS sobre suas histórias e necessidades. A realidade mostra que a promoção da saúde bucal tem a ver com garantia de cidadania, mas passa também por qualidade de vida e valorização da autoestima.

Leia a reportagem completa no site da revista Radis.

Deixe uma resposta