#Capacitação: Hemocentro de BH forma novos multiplicadores para doação de sangue

By | 22 de novembro de 2017
A captadora do HBH, Carolina Ferreira, e a estagiária de pedagogia, Marina Reis são responsáveis pelas atividades de extensão no Hemocentro de Belo Horizonte (HBH). Foto: Acervo Hemominas

A captadora do HBH, Carolina Ferreira, e a estagiária de pedagogia, Marina Reis são responsáveis pelas atividades de extensão no Hemocentro de Belo Horizonte (HBH). Foto: Acervo Hemominas.

O Hemocentro de Belo Horizonte (HBH), ligado à Fundação Hemominas, recebeu, no último sábado (18/11), vinte e cinco pessoas no Treinamento de Multiplicadores, ministrado pela psicóloga do HBH Carolina Ferreira e pela estagiária de pedagogia Marina Reis. A ação contou com a parceria do projeto Fator Solidário, que tem objetivo de reunir pessoas para doarem sangue, além de ajudar na formação de multiplicadores da causa. Saulo Almeida, idealizador do projeto, começou a doar sangue por incentivo da mãe e hoje busca formar uma rede de doadores.

“Todo mundo acha que doar sangue é legal, mas poucas pessoas vêm doar. A maioria só se lembra quando algum parente ou amigo precisa. Então pensei em fazer algo para juntar essas pessoas, e a cada 90 dias unimos um grupo para vir doar”, informou. De acordo com ele, em menos de um ano em funcionamento, o projeto já conseguiu levar cerca de 150 pessoas para doar sangue e ajudou a formar aproximadamente 50 multiplicadores, sendo esta a segunda turma a participar do curso.

Durante o treinamento foram abordados assuntos referentes à doação de sangue e cadastramento de candidatos a doação de medula óssea. Os participantes também fizeram um hemotur pela unidade, onde puderam ver cada uma das etapas pelas quais os doadores de sangue passam durante o processo da doação, e participaram de um quizz.

A captadora do HBH, Carolina Ferreira, falou sobre a finalidade do treinamento. “Nosso objetivo é multiplicar a ideia da doação de sangue e capacitar os participantes a fazerem o que é feito no dia a dia do Setor de Captação da Fundação Hemominas. Ser doador de sangue é muito difícil, pois há muitos fatores que impedem a doação. Independente de sermos doadores ou não, nosso papel enquanto cidadãos é repassar a importância do ato de doar e tentar captar novas pessoas, através da sensibilização. Sozinhos, jamais vamos conseguir nosso ideal que é trazer mais doadores ao hemocentro. Estamos sempre precisando fazer parcerias como essa”, afirmou.

Luciene Celestina Rodrigues, aluna do segundo módulo do curso Técnico de Enfermagem da Escola Estadual Celso Machado, participou do treinamento pela segunda vez. “A primeira vez que fiz o curso foi para apresentar um trabalho na escola. Agora vim com outro foco. Foi muito proveitoso, o treinamento foi diferenciado. O que aprendi hoje vou levar para minha vida, vou repassar para minha família e para os amigos”, contou.

Para agendar atividades de extensão em Belo Horizonte, como o Treinamento de Multiplicadores, envie um e-mail para hbh.palestras@hemominas.mg.gov.br ou ligue (31) 3768-4562.

Por Fundação Hemominas / ASCOM.

Deixe uma resposta