#SexoSeguro: OPAS e UNAIDS lançam relatório sobre prevenção ao HIV na América Latina

By | 1 de dezembro de 2017

banner_aids_pesquisa

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) lançaram, recentemente, o relatório “Prevenção ao HIV em Foco — Uma Análise da Perspectiva do Setor de Saúde na América Latina e no Caribe” analisa avanços e desafios enfrentados pelos sistemas de saúde para prevenir a transmissão do HIV.

A pesquisa revela que ampliar o acesso a todas as opções de prevenção ao HIV disponíveis atualmente reduziria o número de novos casos do vírus na América Latina e no Caribe — que se mantêm em 120 mil por ano desde 2010. Além disso, o estudo mostra também que a maioria (64%) dos novos casos de HIV ocorrem entre gays e outros homens que fazem sexo com homens, profissionais do sexo e seus clientes, mulheres trans, pessoas que injetam drogas e casais que fazem parte desses grupos-chave da população. Além disso, um terço das novas infecções ocorre em jovens com idade entre 15 e 24 anos.

  •  Clique aqui para saber mais informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do HIV/Aids no SUS.

Ainda, o relatório defende a distribuição de preservativos e lubrificantes, a oferta de teste para sífilis ao mesmo tempo em que se oferece o teste para HIV, bem como o acesso universal ao tratamento, algo que melhora significativamente a saúde das pessoas com HIV e reduz o risco de infecção de seus parceiros. O documento também recomenda a promoção de atividades de divulgação em comunidades lideradas por pares e a prestação de informações e educação sobre saúde sexual.

Na América Latina, duas em cada dez pessoas com HIV e quatro em dez no Caribe não sabem que têm o vírus, o que representa uma melhoria em relação ao ano passado. O diagnóstico precoce melhora a qualidade de vida das pessoas com HIV e também contribui na prevenção de novas infecções.

Deixe uma resposta