#VisibilidadeTrans: Brasil irá lançar Cartilha de Prevenção Combinada do HIV para Homens Trans

By | 18 de janeiro de 2018

Transexualidade_2018

Na última sexta-feira (12/01), a diretora do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde, Adele Benzaken, realizou uma oficina para a confecção de uma Cartilha de Prevenção Combinada do HIV para Homens Trans.

“Este é um passo muito importante na crescente atenção que este Departamento está oferecendo à população de homens trans”, disse a diretora aos representantes da Rede Trans e do Instituto Brasileiro de Transmasculinidade (Ibrat) que vieram de São Paulo (SP), Recife (PE), Belém (PA) e Goiânia (GO) para a oficina – acrescentando que a cartilha será “histórica”.

De fato, a oficina reitera os constantes esforços do Departamento por dar protagonismo às populações consideradas mais vulneráveis à epidemia de HIV/aids no Brasil – e por privilegiar a construção coletiva de publicações cruciais à resposta brasileira, com enfoque sempre singular e equitativo.

A cartilha – cujo lançamento está previsto para ocorrer em versão digital no próximo 26 de janeiro, em evento alusivo ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, celebrado em 29 do mês – oferecerá informações adequadas às especificidades dos homens trans, sempre no contexto de Prevenção Combinada que hoje norteia as ações do DIAHV.

Adele Benzaken lembrou que a publicação reitera o compromisso do Departamento para com essa população – e que o próprio Dia da Visibilidade Trans foi instituído por iniciativa do DIAHV, de mãos dadas com a sociedade civil, em 2004. “Com esta cartilha, o Departamento abre caminhos para a maior visibilidade dos homens trans”, disse.

Na publicação, de forma adequada às especificidades da população, orientações sobre infecções sexualmente transmissíveis (IST) como – além do HIV – as hepatites virais, o HPV, a sífilis e a gonorreia. Além disso, como parte do leque de alternativas oferecido pela Prevenção Combinada, na cartilha os homens trans poderão encontrar mais informações sobre barreiras de proteção (preservativos femininos e masculinos e lubrificantes), Profilaxia pré-Exposição (PrEP), Profilaxia pós-Exposição (PEP) – e sobre terapia antirretroviral (TARV), Testagem Rápida e prevenção à transmissão vertical.

A cartilha também oferecerá informações sobre cuidados pessoais, prazer versus gestão de risco e direitos da população trans.

 

Fonte: Blog da Saúde / Min. da Saúde.

 

Deixe uma resposta