#OPAS: Inscrições abertas para o Programa de Líderes em Saúde Internacional (PLSI) 2018

By | 19 de janeiro de 2018

banner_PLSI_2018

Já está aberta a chamada para se candidatar ao Programa de Líderes em Saúde Internacional Edmundo Granda Ugalde (PLSI) 2018. Podem se inscrever, até 15 de fevereiro deste ano, profissionais das Américas com experiência gerencial ou executiva em saúde pública, relações internacionais e áreas afins. Em quase uma década, mais de 420 profissionais receberam treinamentos de liderança por meio dessa iniciativa idealizada pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). A sessão de 2018 começará no início de maio.

Os candidatos selecionados participarão de atividades virtuais de aprendizagem com a coordenação do Escritório da Organização em seus países de origem. Durante esse período, permanecerão trabalhando em suas respectivas instituições. Também haverá uma reunião presencial com outros participantes e a equipe técnica do programa. Nesse encontro, todos trabalharão em seus projetos finais, que estarão relacionados às áreas prioritárias do trabalho em saúde de seus países, sub-região ou região – que poderão ser desenvolvidos em coordenação com a OPAS/OMS, autoridades nacionais e outros organismos. O programa é gratuito e tem vagas limitadas.

O cenário atual de um mundo globalizado, somado à estratégia de saúde universal da OPAS/OMS, bem como à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e outros acordos regional e internacionais, requerem ações intersetoriais e conhecimento de acordos bilaterais e multilaterais. O Programa de Líderes em Saúde Internacional busca formar profissionais de saúde que possuem conhecimentos sobre o impacto do desenvolvimento internacional sobre saúde e que possam identificar, analisar, advogar e projetar de forma eficaz os interesses em saúde de seus países dentro deste complexo contexto global.

Diplomacia em saúde, cooperação internacional, saúde internacional, desenvolvimento sustentável, migração, saúde nas fronteiras, tensões e conflitos, acesso a medicamentos e doenças não transmissíveis são alguns dos temas que serão abordados durante o programa em 2018. Após finalizarem o treinamento, os participantes terão melhorado seus conhecimentos e habilidades em áreas como análise de situação, elaboração de políticas e tomadas de decisões, negociação e advocacia, gerenciamento de projetos, produção e intercâmbio de conhecimento e comunicação.

Para participar, é preciso ter excelente conhecimento da língua inglesa ou espanhola. Mais informações sobre a candidatura e o programa estão disponíveis nos seguintes links:

Para candidatos no Brasil, os documentos devidamente preenchidos deverão ser enviados para Mercedes Vaz, pelo e-mail: vaz@paho.org.

 

Fonte: OPAS.

Deixe uma resposta