#EAD: Hanseníase é tema de curso do Ministério da Saúde e UNA-SUS

By | 26 de janeiro de 2018

banner_curso_hanseniase

No mês em que é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra à Hanseníase (28/01), o Ministério da Saúde e a Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS) oferecem o curso online no formato de educação a distância (EAD) “Hanseníase na Atenção Básica”. O curso tem como objetivo capacitar os profissionais para atendimento as pessoas acometidas pela hanseníase, especialmente os que atuam na Atenção Primária. O público são os profissionais da saúde de todo país, contudo, o curso é livre para demais interessados. O início é imediato. Para saber mais e se matricular, clique aqui.

Com novo ciclo de matrículas iniciado em 08 de janeiro deste ano e disponível até 29 de junho de 2018, os alunos desta turma podem finalizar o curso até 29 de julho de 2018. A formação possui carga horária de 45 horas, certificação emitida pela Secretaria de Vigilância à Saúde e é dividida em três unidades: Vigilância, Diagnóstico e Acompanhamento da Hanseníase na Atenção Básica. Os casos clínicos são transversais, abrangendo e integrando os aspectos de controle da doença.

Lançado em outubro de 2014, com sete turmas já ofertadas, o curso teve mais de 67 mil inscritos. Entre os perfis profissionais que mais buscam a capacitação 36% são enfermeiros; 29% são técnicos de enfermagem e 9%, médicos. A maioria dos inscritos atua em Centros e Unidades Básicas de Saúde (50%); Hospitais Gerais (20%) e Secretarias de Saúde (5%). Os estados com maior número de matrículas são: São Paulo (5.922); Minas Gerais (4.884); Ceará (4.759) e Bahia (4.087).

O curso é dinâmico e utiliza metodologia diversificada. Além dos casos clínicos, que simulam situações comuns no cotidiano das unidades de saúde, são oferecidas vídeo-aulas com explicações de especialistas, além de vídeos de apoio com dramatizações que tratam do tema da vídeo-aula. São também utilizados hipertextos, caixas de ajuda e glossário para que se possa aprofundar os conhecimentos de termos técnicos.

“O curso é de extrema importância, pois o enfrentamento da hanseníase é de grande relevância para a saúde pública do Brasil. A oferta de uma capacitação gratuita e de acesso aberto irá contribuir para um atendimento qualificado as pessoas acometidas pela doença”, ressalta o Secretário Executivo da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), Manoel Barral Netto.

 

Fonte: UNA-SUS.

Deixe uma resposta