#Carnaval: Trios elétricos e carros alegóricos devem manter distância da rede elétrica

By | 9 de fevereiro de 2018
Bloco Carnavalesco agitando a cidade de Belo Horizonte.

Bloco Carnavalesco agitando a cidade de Belo Horizonte. Foto: Cemig / Reprodução.

 

Os condutores de trios elétricos e carros alegóricos precisam redobrar a atenção para evitar acidentes com a rede elétrica e não pôr em risco a segurança dos foliões. De acordo com o engenheiro de segurança da Cemig, Demetrio Aguiar, o ideal é que a altura máxima dos veículos, incluindo adornos, mastros e enfeites, seja no mínimo a 1,5 metro inferior à altura dos fios e equipamentos elétricos da rede de distribuição de energia.

O engenheiro alerta que os veículos não devem trafegar sob a rede elétrica se a altura deles for igual ou maior que a dos fios elétricos, pois “além do risco de choque, há o risco de colisão com os cabos e consequente derrubada dos postes, fios e equipamentos da rede elétrica sobre o próprio veículo ou sobre os foliões”.

Demetrio Aguiar ainda chama a atenção da população que costuma acompanhar a festa nas ruas. “As recomendações servem não apenas para os foliões que estão sobre os carros, mas, também, para quem estiver sobre palanques e arquibancadas metálicas montadas para desfiles. São estruturas grandes e altas que devem ficar longe da rede elétrica na instalação e fora do alcance da plateia”, explica.

Segundo o especialista em segurança elétrica, outro acessório que merece bastante atenção daqueles que estão em cima dos trios elétricos é o bastão de selfie. “Em hipótese alguma, esse apetrecho deve encostar na rede elétrica. Além disso, as pessoas que estiverem em cima desses veículos não devem jogar nenhum objeto sobre a rede, muito menos serpentinas metálicas, espumas e outros”, finaliza.

 

Fonte: Agência Minas.

Deixe uma resposta