#Ciência: UFMG e Copasa pesquisam transformação do lodo de esgoto em fertilizante

By | 11 de maio de 2018
11.05_estacao_tratamento_copasa

Foto: Benedito Batista / LS na Rede / Reprodução.

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desenvolve pesquisas sobre o tratamento e descarte de resíduos na Estação de Tratamento de Esgoto do Ribeirão Arrudas há mais de 18 anos. Por conta disso, o reaproveitamento do lodo de esgoto como fertilizante já está se tornando uma realidade, desde que seja feito o tratamento adequado neste material para evitar problemas de saúde pública.

Pesquisas têm indicado que o emprego da biomassa na agricultura chega a ser 60% mais econômico do que o envio a aterros sanitários e pode representar economia de R$ 470 por hectare fertilizado, o que representa aumento significativo do lucro para o produtor. O lodo é o resultado do tratamento da água de esgoto nas estações de tratamento. Após a retirada de resíduos sólidos grosseiros e areia da água do esgoto, forma-se uma grossa camada do lodo, que, após tratada, pode ser usada como fertilizante.

No vídeo abaixo, produzido pela TV UFMG, é possível acompanhar o processo de transformação do resíduo em insumo agrícola no Centro de Pesquisa e Treinamento em Saneamento (CePTS), mantido em parceria entre a UFMG e a Copasa. Assista:

Fonte: UFMG / Reprodução.

Deixe uma resposta