#EAD: UNA-SUS/UFMA lança três cursos sobre condições ginecológicas comuns na atenção básica

By | 14 de maio de 2018

banner_curso_ead_mulheres

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), integrante da Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS), está com matrículas abertas para três cursos online voltados à temática das condições ginecológicas comuns na Atenção Básica (ou Atenção Primária) no Sistema Único de Saúde (SUS). As ofertas são voltadas para médicos e enfermeiros e abordam os seguintes temas: atenção às mulheres no climatério, queixas de lesões anogenitais e mamárias.

Os cursos possuem carga horária distinta e o aluno poderá obter certificação tanto pelos módulos individuais quanto pela oferta educacional completa, que totaliza 50h, se concluir todos os cursos. Interessados podem se matricular até 7 de junho por meio deste link.

Os alunos inscritos terão como prazo final o dia 10 de setembro para conclusão dos cursos. A oferta é fruto da parceria com o Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde (DEPREPS) da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (SGTES), do Ministério da Saúde.

Saiba mais sobre os cursos:

1) Queixas de lesões anogenitais (20h)

Aborda conteúdos relacionados a avaliação inicial da lesão anogenital, úlceras genitais, verrugas anogenitais, cisto e abscesso de Bartholin, e outras lesões dermatológicas. Retrata, ainda, situações de como identificar os primeiros sinais dessas lesões anogenitais, trilhando os aspectos clínicos e o diagnóstico, além do tratamento indicado para cada situação.

De acordo com os conteudistas Luíz Brito e Larissa Costa, tais lesões apresentam alta incidência e provocam grande impacto na qualidade de vida das pessoas, influenciando as suas relações pessoais, familiares e sociais. No contexto da atenção integral à saúde, o atendimento às lesões anogenitais deve ser organizado de forma a não perder a oportunidade do diagnóstico e tratamento do usuário que procura o serviço de saúde, contribuindo assim para a diminuição da vulnerabilidade, utilizando conhecimentos técnicos-científicos atualizados e os recursos disponíveis e adequados para cada caso.

2) Queixas mamárias (15h)

Cerca de 16% das mulheres na faixa etária dos 40 aos 69 anos de idade procuram aconselhamento de saúde por sintomas relacionados às mamas em um período de dez anos. Dessa forma, o curso poderá ser um instrumento para compreensão da abordagem adequada das queixas mamárias na Atenção Básica, bem como o reconhecimento das situações em que há necessidade de encaminhamento ao serviço de referência. Os conteúdos versam sobre algumas ações básicas de prevenção e tratamento dos profissionais de saúde em relação aos cuidados das mamas, bem como o exame clínico das mamas e de como deve ocorrer o processo de rastreamento do câncer de mama e suas indicações.

3) Atenção às mulheres no climatério (15h)

O curso traz uma abordagem dos aspectos importantes acerca do acolhimento das mulheres durante o climatério, para que haja maior efetividade das ações de cuidado dos profissionais de saúde e do reconhecimento da Atenção Básica como espaço privilegiado de atenção à saúde da mulher nos diversos ciclos de vida.

Para a inscrição, o profissional deverá ter em mãos o código da sua CBO (Classificação Brasileira de Ocupações).

 

Fonte: UNA-SUS/UFMA.

Deixe uma resposta