#ChegadaDoBebê: Você sabe o que é parto humanizado?

By | 15 de maio de 2018

Muito se fala sobre o chamado “parto humanizado”, mas você sabe o que realmente significa? Atualmente, uma série de práticas  como ter o bebê em banheira ou sentada em um banquinho, receber massagens ou ser estimulada a dançar antes do parto têm se tornado populares e, muitas vezes, tidas como sinônimo do parto humanizado. Porém, a questão é um pouco mais ampla, vem com a gente!

Crédito: Fotos Públicas

Crédito: Fotos Públicas. 

Parto humanizado é tão somente aquele que permite que a mulher participe das decisões que dizem respeito a si e a seu bebê, e que respeita o processo fisiológico do nascimento, favorecendo uma vivência positiva da mulher desse momento.

“O uso de banheira, água morna e massagens relaxantes são métodos para alívio da dor, que fazem parte das ‘boas práticas de atenção ao parto e nascimento’ preconizadas pelo Ministério da Saúde. Todas essas ações podem ser realizadas, mas a humanização do parto vai além disso, é todo um conjunto de práticas e atitudes pautadas no diálogo, na empatia e no acolhimento; no fornecimento de orientações; na valorização da singularidade da parturiente; na adoção das boas práticas de atenção ao parto e nascimento, e até mesmo na constante atualização profissionais”, explica a coordenadora estadual de Atenção à Saúde das Mulheres e Crianças da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Karla Caldeira.

Crédito: Fotos Públicas

Crédito: Fotos Públicas. 

Ela destaca, no entanto, que as boas práticas de atenção ao parto e nascimento são essenciais para uma boa assistência e humanização do atendimento à mulher e ao recém-nascido, como a escolha da posição de parto, o oferecimento de líquidos e alimentos leves durante o trabalho de parto, e o incentivo à movimentação no pré-parto, através de exercícios com a bola, por exemplo.

Dessa forma, o parto humanizado não se configura como um “tipo de parto”, mas um direito de todas as gestantes e crianças. Mulheres em trabalho de parto devem ser tratadas com respeito, ter acesso às informações baseadas e serem incluídas na tomada de decisões. Os profissionais devem estabelecer uma relação de confiança, considerando seus desejos e expectativas. Isso é parto humanizado!

Crédito: Fotos Públicas

Crédito: Fotos Públicas. 

Deixe uma resposta