#Tabagismo: Saiba como o SUS te ajuda a largar esse vício

By | 4 de junho de 2018

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 17,5 milhões de pessoas morrem todos os anos vítimas de doenças cardiovasculares, dentre elas estão os ataques cardíacos e os derrames. Em meio aos fatores de risco comportamentais causadores das doenças cardiovasculares, o tabagismo é listado como um dos mais importantes conforme a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Já no Brasil, em um estudo realizado em 2003 com a população de dezesseis capitais do Brasil, o tabagismo foi responsável por 13,64% de todas as mortes nas dezesseis capitais estudadas. A principal causa de mortes de adultos por doenças tabaco-associadas foi a doença isquêmica do coração com um total de 5.300 mortes, nas dezesseis capitais. Do total de mortes atribuíveis ao tabagismo 81,05% ocorreram em seis cidades, sendo em Belo Horizonte (1.394 óbitos). Já em relação as taxas de mortalidade atribuível ao tabagismo para as doenças cardiovasculares (Doença Cardíaca Isquêmica, Outras Doenças Cardíacas, Doenças Cerebrovasculares, Aterosclerose, Aneurisma Aórtico, Outras Doenças Arteriais) Belo Horizonte está entre as cidades que apresentaram maiores taxas, com 72.1%.

O SUS, por meio do Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), oferece gratuitamente o tratamento ao tabagismo nos serviços de saúde capacitados; realiza ações de promoção à saúde e prevenção do Tabagismo, como campanhas educativas para conscientização do público sobre os riscos relacionado ao uso de tabaco; além de contribuir para medidas legislativas e econômicas.

Quer saber como é o tratamento pelo SUS? Então veja as dicas nesse post:

Deixe uma resposta