#SexoSeguro: Saiba o que é PEP e PrEP

By | 4 de dezembro de 2018

A Profilaxia Pós Exposição (PEP) e a Profilaxia Pré Exposição (PrEP) são medidas de prevenção contra o vírus HIV, fornecidas pelo SUS, utilizadas em grupos e situação específicas. Por isso, o Blog da Saúde MG ressalta que o método mais eficaz para evitar a transmissão do HIV/AIDS é o uso do preservativo (masculino e feminino) em todas as relações sexuais. O preservativo está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde.

A PEP é uma das estratégias da Prevenção Combinada, cujo objetivo é conjugar diferentes ações de prevenção, tanto em relação ao vírus do HIV, quanto aos fatores associados à infecção. Essa profilaxia consiste no uso de medicamentos para reduzir o risco de adquirir essas infecções. Deve ser utilizada após qualquer situação em que exista risco de contágio, tais como:

  • Violência sexual;
  • Relação sexual desprotegida (sem o uso de camisinha ou com rompimento da camisinha);
  • Acidente ocupacional (com instrumentos perfurocortantes ou contato direto com material biológico).

A Profilaxia Pós Exposição trata-se de uma urgência médica, que deve ser iniciada o mais rápido possível – preferencialmente nas primeiras duas horas após a exposição e no máximo em até 72 horas. A duração da PEP é de 28 dias e a pessoa deve ser acompanhada pela equipe de saúde.

Já a PrEP – Profilaxia Pré-Exposição ao HIV – é o uso preventivo de medicamentos antes da exposição ao vírus do HIV, reduzindo a probabilidade da pessoa se infectar com vírus. Essa profilaxia não é para todos e também não é para casos de emergência, como é a PEP.  Os públicos prioritários para PrEP são as populações-chave, que concentram a maior número de casos de HIV no país:

  • Gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH);
  • Pessoas trans;
  • Trabalhadores/as do sexo
  • Parcerias sorodiferentes (quando uma pessoa está infectada pelo HIV e a outra não)

Contudo, o simples pertencimento a um desses grupos não é suficiente para prescrição da PrEP, que poderá ser indicada para pessoas pertencentes aos grupos prioritários citados, que realizaram sexo anal ou vaginal sem preservativo nos últimos seis meses e/ou apresentaram episódios frequentes de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) ou uso repetido da PEP.

A PrEP não é uma vacina! É a combinação de dois medicamentos, que para fazer efeito deve ser tomada todos os dias para proteger do HIV.

Para saber mais sobre PEP, PrEP, HIV/Aids e outras IST , clique aqui.

Deixe uma resposta