#CiênciaEmMovimento: Conheça mais sobre o Programa

By | 26 de fevereiro de 2019
WhatsApp-Image-2019-02-22-at-14.24.59

Créditos: Funed

São Sebastião do Paraíso, a 400km da capital mineira, foi a primeira cidade a receber a visita do Programa Ciência em Movimento da Fundação Ezequiel Dias – Funed, no ano de 2019. Solicitado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação do município, a exposição foi montada na sede da Secretaria, que fica no prédio da Libertas Faculdades Integradas, de 19 a 21 de fevereiro, das 8h às 17h. “Soube do Programa pelo site da Funed e cadastrei minha cidade para receber a exposição, em 2017, mas a agenda já estava fechada até o final de 2018. Em novembro de 2018 recebi o contato da coordenação do Programa agendando a visita. Ficamos muito satisfeitos, pois esta é uma oportunidade para oferecermos mais aprendizado aos estudantes e à população, a fim de que possam adquirir novos conhecimentos e participem ativamente de ações para a promoção e proteção à saúde”, relata a coordenadora da Secretaria, Cristina Preto de Oliveira Vasconcelos.

A primeira visita à exposição foi feita pelas crianças assistidas pelo Núcleo João XXIII do Centro de Referência da Assistência Social – CRAS, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. As crianças foram acompanhadas por dois profissionais do CRAS, o educador físico Marcos Henrique Queiroz e a psicóloga Gislene Rita do Prado Siqueira. “É a primeira vez que as crianças têm acesso a este tipo de evento. É muito importante que eles possam ter novas experiências e informações sobre animais peçonhentos”, declara Marcos Henrique. Para Gislene, o acesso das crianças à exposição contribuiu, além do contato com a ciência, como forma de inclusão social. “Por serem crianças que vivem em situações vulneráveis, poderem participar de atividades que permitam o contato público é muito positivo”, diz.

A pequena Lauane, de 9 anos, ficou encantada com a exposição sobre abelhas. “A parte das abelhas foi a mais legal”, disse, sorridente. O colega Esdras, da mesma idade, contou que já encontrou uma cobra na lixeira de casa e um vizinho a matou. Com o que aprendeu na exposição, ele teve outra ideia, caso encontre novamente uma cobra. “Vou colocar no álcool e trazer pra cá, pra ficar junto com as outras cobras do vidro”, disse Esdras, se referindo aos exemplares da Coleção Científica de serpentes, expostos no Programa.

 O prefeito da cidade, Walker Américo de Oliveira, também visitou o primeiro dia da exposição.

Ciência, Educação e Saúde Pública

Enquanto a exposição era montada pela equipe, a bióloga e coordenadora do Programa Ciência em Movimento, Giselle Agostini Cotta, realizou treinamento sobre animais peçonhentos para um grupo de pessoas de São Sebastião do Paraíso que iria atuar como monitores do Programa durante a exposição na cidade. Eram graduandos do curso de enfermagem da Libertas Faculdades Integradas, pedagogos e agentes de saúde. Também foi realizada uma palestra com o mesmo tema, voltada aos profissionais da educação e da saúde.

A assessora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Sirlene Aparecida da Silva, assistiu à palestra e achou muito interessante e educativa. “Vou repassar o que aprendi para os coordenadores pedagógicos, para que repassem aos professores como sugestão de incluir o tema como atividade complementar para os alunos. Crianças são ótimos multiplicadores, cobram atuação da família. É muito válido trabalhar estes temas com eles”, disse.

Maria Ermínia Preto de Oliveira Campos, secretária municipal de Ciência, Tecnologia e Educação achou a exposição enriquecedora para as crianças e profissionais da saúde e educação. “Os professores vêm acompanhando os alunos, nesta parte prática que a exposição oferece, e levarão este conhecimento para a sala de aula, fazendo as intervenções necessárias, tirando dúvidas e estimulando o desejo de investigação”.

Wandilson Aparecido Bicego, secretário municipal de Saúde de São Sebastião do Paraíso, declarou que o Programa Ciência em Movimento da Funed veio a calhar com o momento em que o município está passando na saúde pública, enfrentando um surto de dengue e aparecimento de muitos escorpiões. “As palestras ministradas e exposições contribuíram muito com as informações sobre os animais peçonhentos, mostrando aos alunos, populares e profissionais de saúde que ali estiveram o risco que cada um oferece e as formas de prevenção, bem como reagir frente a uma agressão. Nós, da Saúde, só agradecemos à Funed, seus profissionais e à equipe da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação de Paraíso por proporcionarem essa ação que, para nós, é mais uma promoção e prevenção da saúde do que estudo científico. Temos a certeza que todos que por ali passaram adquiriram conhecimentos para nos ajudar na saúde pública, cuidando de seus quintais e terrenos baldios, onde aglomeram e residem a maioria desses animais. O município vem trabalhando arduamente com a população para essa conscientização e toda ajuda é muito válida. Cada um fazendo sua parte teremos uma saúde e uma cidade para viver cada vez melhor”.

A equipe Ciência em Movimento

Programa Ciência em Movimento é coordenado pelo Serviço de Coleção Científica e Popularização da Ciência, da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento e sua equipe conta, também, com monitores das demais diretorias da Fundação, que se voluntariam para as viagens. Se você tem interesse em ser um monitor do Programa, mesmo que somente para uma viagem, procure o Serviço de Coleção Científica e Popularização da Ciência.

Por Ascom Funed

Deixe uma resposta