#Mobilização: Práticas Integrativas e Complementares no atendimento às vítimas e familiares em Brumadinho

By | 26 de fevereiro de 2019

Desde o rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho/MG, no dia 25/01, diversos atores e voluntários têm se mobilizado no auxílio às vítimas e familiares. O Instituto Afinando a Vida, que realiza trabalhos na área de Práticas Integrativas e Complementares (PICS) foi um desses agentes mobilizadores que estiveram presentes no munícipio de Brumadinho.

Gelza Matos Nunes, coordenadora da Política de Práticas Integrativas e Complementares da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), explica como aconteceu essa parceria. “O papel da SES-MG foi articular a vinda dos profissionais das PICS de outros estados, como os do Instituto Afinando a Vida, de São Paulo. Após entrarem em contato conosco, gerenciamos com os munícipios como se daria a integração dos mesmos com os serviços de saúde e das Práticas Integrativas e Complementares de Brumadinho. Além disso, auxiliamos na programação de realização das PICS conforme a necessidade local”, frisou a coordenadora.

Assim, nos dias 16 e 17 de fevereiro, o Instituto Afinando a Vida esteve em Brumadinho e distritos de Tejuco e Córrego do Feijão e realizou atividades programadas pelo Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares (NUPIC) de Brumadinho. No total, cerca de 100 pessoas participaram das atividades, entre as quais estavam: moradores, profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Córrego do Feijão, profissionais da saúde ambiental de Brumadinho e militantes de movimentos sociais e crianças da ONG em Córrego do Feijão. Na ocasião, foi também realizado o acolhimento a voluntários e trabalhadores na tenda de apoio, no Córrego do Feijão.

As atividades, que incluíram rodas de terapia comunitária e a oficina “Cuidando do cuidador”, proporcionaram espaço de escuta e acolhimento para todos os participantes. A equipe do Instituto Afinando a Vida comentou que a terapia comunitária e a oficina cuidando do cuidador são muito importantes nesse processo de luto, pois permitem a escuta, acolhimento da dor e a formação de uma rede de apoio, que surge a partir das conversas entre as próprias pessoas.

Leia também: Práticas Integrativas e Complementares auxiliam vítimas e familiares em Brumadinho

Veja abaixo galeria de fotos dessas atividades:

Deixe uma resposta