Monthly Archives: março 2019

#MobilizaçãoSocial: Teófilo Otoni promove ações de prevenção à Tuberculose

Por: Déborah Ramos Goecking

Em alusão ao “Dia Mundial de Enfrentamento à Tuberculose”, celebrado em 24/03, a Regional de Saúde de Teófilo Otoni, juntamente com a Prefeitura Municipal, desenvolveu no dia 21/03 ações preventivas relacionadas ao tema. Foram realizadas palestras, coletas de escarro e realização de testes rápidos em todos os Programas de Saúde da Família (PSF’s) do município.

A tuberculose é uma doença infecciosa e contagiosa causada por uma bactéria que afeta principalmente os pulmões, mas também pode atingir outras partes do corpo. É transmitida pelo ar. Quando uma pessoa doente espirra, tosse ou fala, expele os bacilos, que podem ser inalados pela pessoa mais próxima.

Créditos: Déborah Ramos Goecking

Créditos: Déborah Ramos Goecking

De acordo com a referência técnica do Programa de Controle da Tuberculose da Regional de Saúde de Teófilo Otoni, Poliana Marçal, as ações de mobilização social realizadas pelos municípios, em alusão ao Dia Mundial de Combate à tuberculose, são extremamente importantes para alertar a população sobre a ocorrência desse grave problema de saúde pública e oferecer informações que contribuam para a identificação precoce dos casos e melhorar a adesão ao tratamento. “Espera-se também que as ações levem a tuberculose para a pauta de discussão dos profissionais e Gestores de saúde e com isso possamos melhorar o cenário epidemiológico desse agravo em nosso país”, afirma.

Dados

No mundo são registrados aproximadamente 9,6 milhões de casos todos os anos, sendo uma morte a cada 21 segundos. Segundo o último relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), a tuberculose é a doença infecciosa que mais mata jovens e adultos, ultrapassando o HIV/AIDS. No Brasil são notificados aproximadamente 67 mil casos novos e ocorrem 4,5 mil mortes em decorrência da doença (13 brasileiros morrem em média todos os dias de tuberculose).

Em Minas Gerais, foram notificados 3591 casos novos da doença em 2017. No município de Teófilo Otoni, de 2017 a 2018 foram confirmados 86 casos da doença.

Tratamento

A existência de tosse por três semanas ou mais, acompanhada de falta de apetite, perda de peso, cansaço, dor no tórax, suor noturno são alguns dos sintomas da doença. Quando diagnosticado, o paciente passa por um tratamento mínimo de seis meses. Além da medicação diária, é importante a coleta do exame de escarro ao final de cada mês. O tratamento é gratuito e disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). O diagnóstico precoce e o tratamento adequado proporcionam a cura da doença.

Saiba mais sobre a tuberculose: www.saude.mg.gov.br/tuberculose

#DeuNaMídia: Funed se prepara para retomar produção de Captopril

A produção do Captopril pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) foi pauta de uma notícia publicada nesta quarta-feira (27/03) no Jornal Hoje em Dia.

O medicamento que até 2013 fez parte do portfólio de produtos da instituição é indicado para o tratamento da hipertensão, insuficiência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio ou nefropatia diabética em adultos.

Leia abaixo a matéria na íntegra:

funed medicamentook

 

>> Leia também: Captopril: Funed se prepara para produzir medicamento

 

#DeuNaMídia: Referência técnica em meningite da SES-MG ressalta importância da vacinação contra a doença

Fernanda Barbosa, referência técnica em meningite da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), concedeu entrevista nessa segunda-feira (25/03) ao Bom Dia Minas, da Tv Globo Minas. O tema da entrevista foi a vacinação contra a meningite.

Na oportunidade, Fernanda esclareceu que o SUS oferta no calendário básico de imunização vacinas que protegem contra vários agentes causadores de meningite. São elas: a vacina BCG (MeningiteTuberculosa), a Tríplice Viral (Meningite por Sarampo e Caxumba), a vacina Pentavalente (meningite por Haemofilos influenzae b em crianças abaixo de 5 anos de idade), a vacina meningocócica C conjugada (Meningite Meningocócica do tipo C) e vacinas pneumocócicas conjugadas 10 valente (Meningite pneumocócica – 10 tipos).

Além disso, a referência também ressaltou sobre a importância dos adolescentes de 11 a 14 anos se vacinarem contra doença. Para isso, devem procurar a Unidade Básica de Saúde, com o cartão de vacinação em mãos.

Assista abaixo a matéria completa:

#Tuberculose: SUS realiza diagnóstico e tratamento para a doença

Tuberculose é uma doença infecciosa e contagiosa, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, que afeta os pulmões, embora possa acometer outras partes do corpo. A doença tem cura e o tratamento é disponível pelo SUS. O desconhecimento é um dos principais desafios para o seu controle. Por isso, o Dia Mundial de Enfrentamento à Tuberculose, que foi lembrado no último domingo (24/03), é uma oportunidade para se sensibilizar sobre a doença e o tratamento.

#Influenza: Gripe é uma doença séria, mas é possível se prevenir; saiba como!

Queda nas temperaturas e na umidade relativa do ar aumenta a ocorrência da gripe. Cuidados simples auxiliam na prevenção.

#MobilizaçãoSocial: Rede de Mobilização Social da SES-MG aposta em ação lúdica para controle de doenças

por Ana Rita Fernandes

E M SARGENTO VALÉRIO 2A equipe de Educação em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão das Neves (SMS), integrante do Núcleo de Mobilização Social em Saúde, da Regional de BH, promoveu uma “contação de estórias” na Escola Municipal Sargento Valério, abordando a prevenção de arboviroses.

Para realizar a atividade lúdica, tornando-a uma ação assertiva no sentido de internalizar nas crianças o sentimento de coparticipação social e pertencimento à comunidade, a equipe do Núcleo de Mobilização Social da SMS contou com a participação dos professores e funcionários da escola, e em dois turnos de aula, reuniu mais de 200 alunos, com idade entre quatro e 11 anos.

Ciente que mais de 80% dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, são encontrados dentro de casa, educar as crianças para que sejam observadoras das boas práticas de prevenção dessas doenças, impedindo que o mosquito nasça, é uma forma eficaz de multiplicar informações corretas aos seus familiares, vizinhos e amigos, com o objetivo de ampliar a participação da população no controle dessas doenças.

#DoaçãoDeSangue: Hemominas em Manhuaçu não abre nesta sexta-feira

Doação-de-sangue-01

Em virtude da implantação do Hemote Plus, o Hemonúcleo de Manhuaçu não funcionará nesta sexta-feira, 22/03, para atendimento aos candidatos à doação de sangue.

O atendimento volta ao normal na segunda-feira, 25 de março.

O Hemote Plus é um sistema que aperfeiçoa o gerenciamento dos serviços de hemoterapia, interligando e administrando todas as etapas do processo de doação de sangue e transfusão de hemocomponentes.

Para doar sangue:

Para informações sobre os critérios para doação de sangue, clique aqui.

Por Ascom Hemominas

#VocêEncontraNoSUS: Como funciona o atendimento da pessoa com Síndrome de Down?

Dia Internacional da Síndrome de Down, celebrado nesta quinta-feira, 21 de março, é uma oportunidade para refletir sobre a importância da total inclusão da pessoa com deficiência. Tomando como ponto de partida que a Síndrome de Down não é uma doença e, dessa forma, não impede que o indivíduo conviva na sociedade como as demais, é fundamental falar sobre os direitos das pessoas com deficiências e em como o sistema de saúde está organizado para atendê-las.

Em Minas Gerais, o atendimento da pessoa com síndrome de down e demais deficiências intelectuais é realizado no SUS-MG por meio da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência (RCPD), constituída por serviços de modalidade única e centros especializados em reabilitação.

Atualmente, o estado com 124 unidade de Serviços Especializados em Reabilitação da Deficiência Intelectual (SERDI), 20 Centros Especializados em Reabilitação, habilitados para realizar o atendimento a pessoas com deficiência intelectual. Os cuidados oferecidos pelo SUS à pessoa com Síndrome de Down são norteados por referências da clínica ampliada, da integralidade e do cuidado compartilhado. O objetivo é oferecer humanização, autonomia e protagonismo dos sujeitos nas práticas de saúde, com base nas seguintes diretrizes:

  • Compreensão ampliada do processo saúde e doença;
  • Construção compartilhada pela equipe multiprofissional do diagnóstico situacional e do Plano de Cuidado Individual;
  • Definição compartilhada das metas terapêuticas;
  • Comprometimento dos profissionais, da família e do indivíduo com as metas terapêuticas.

Síndrome de Down

A Síndrome de Down (SD) é uma condição humana geneticamente determinada, sendo a alteração cromossômica mais comum em humanos e a principal causa de deficiência intelectual na população. O dia 21/3 foi escolhido porque a Síndrome de Down é uma alteração genética no cromossomo “21” que, nas pessoas com a Síndrome, aparece com três exemplares (trissomia), e não em pares como nas pessoas sem a Síndrome.

O termo “síndrome” significa um conjunto de sinais e sintomas. Já “Down” é uma referência ao sobrenome do médico e pesquisador britânico John Langdon Down que, em 1862, primeiro descreveu a associação dos sinais característicos da pessoa com Síndrome de Down. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se que nasce uma criança com SD a cada 600 e 800 nascimentos, independente de etnia, gênero ou classe social.

Como acessar o serviço: 

Para acesso aos serviços de reabilitação intelectual o usuário deve procurar a Secretaria Municipal de Saúde de seu município, para que, através das Juntas Reguladoras, sejam encaminhados para os serviços.

Documentos necessários:

  • Encaminhamento médico;
  • Carteira de Identidade (original e cópia);
  • Comprovante de residência (cópia);
  • Cartão Nacional do SUS.

 

 

#DeuNaMídia: Diretora de Vigilância Epidemiológica da SES-MG ressalta a importância da vacina contra a gripe

janaina bom dia minas

A Diretora de Vigilância Epidemiológica da SES-MG, Janaina Fonseca Almeida, participou na manhã desta quarta-feira (20/03), do Bom Dia Minas, da Tv Globo Minas. O tema da entrevista foi a campanha de vacinação contra a gripe, promovida anualmente pelo Ministério da Saúde, que, em 2019, terá início no dia 15 de abril.

Janaína ressaltou que a vacina é destinada a pessoas que tem mais chance de complicações e de óbito por causa da influenza, sendo: crianças de de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias) , indivíduos acima de 60 anos, pessoas que possuem alguma doença crônica, professores da rede pública e particular, privados de liberdade, funcionários do sistema prisional, indígenas, gestantes e puérperas. Ela destacou que em 2018 o grupo das gestantes e das crianças não atingiu a meta, por isso fez uma chamada especial aos pais, para que as crianças não deixem de ser vacinadas.

Assista abaixo a matéria completa:

 

#FiqueSabendo: Teste rápido de HIV – saiba o resultado em 30 minutos

com Blog da Saúde

blood drop for blood testing.Nurses collect blood from blood donor for blood donation

Agora que o Carnaval passou, que tal aproveitar para colocar os exames em dia? Há quanto tempo você não faz o teste para o HIV? E para sífilis? E para as hepatites? Se você tem uma vida sexual ativa, é bom estar em dia com esses exames, principalmente se, em algum momento, você se expôs ao se relacionar sexualmente sem o uso do preservativo.

Hoje os testes se modernizaram e o resultado fica pronto em até 30 minutos. A boa notícia é que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece esses testes gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades de Pronto Atendimento (Upas) e Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA). Entenda mais como funcionam estes testes, especialmente o de HIV.

Para fazê-lo, basta solicitar o exame na unidade de saúde mais próxima. Não precisa de encaminhamento médico. O profissional de saúde, que pode ser médico, enfermeiro ou técnico de enfermagem, capacitado, coleta uma gota de sangue ou fluido oral. O material é submetido ao reagente que fornece o resultado positivo ou negativo. No entanto, é preciso estar atento sobre o prazo de se fazer o teste rápido, por conta da chamada janela imunológica.

Janela imunológica

Janela imunológica é o intervalo de tempo entre a infecção pelo vírus e a identificação de anticorpos produzidos pelo organismo. Portanto, fazer o teste antes de passar o período de janela imunológica pode gerar um resultado conhecido como falso negativo. O Ministério da Saúde também recomenda para pessoas sexualmente ativas que os testes para HIV e outras ISTs sejam feitos periodicamente. Ou seja, ele pode e deve ser repetido.

Resultado positivo 

Quando o resultado é positivo para HIV, o paciente já é encaminhado para o tratamento específico. No caso da sífilis e hepatites, como regra geral, é preciso fazer um exame confirmatório. Em casos específicos, como a sífilis em gestante, devido ao risco de transmissão ao feto, a recomendação é iniciar o tratamento com apenas um teste positivo, sem precisar aguardar o resultado do segundo teste.

Só em 2018, o SUS distribuiu mais de 13,8 milhões de testes a todo o país. Eles estão disponíveis o ano inteiro na rede de saúde.

Saiba mais sobre os testes rápidos disponíveis no SUS.

#Ciência: Estão abertas as inscrições para o Prêmio Mulheres na Ciência

Estão abertas as inscrições para a 14ª edição do prêmio Para Mulheres na Ciência. O Programa, que já premiou cerca de 90 jovens cientistas no Brasil, recebe trabalhos até 30 de abril. As vencedoras serão conhecidas a partir de agosto. Clique aqui para se inscrever.

Podem participar pesquisadoras que tenham concluído o doutorado a partir de 2012, com residência estável no Brasil, que desenvolvam projetos de pesquisa em instituições nacionais, entre outros requisitos. O regulamento completo está disponível no site www.paramulheresnaciencia.com.br.

Arte: Minas Faz Ciência

Arte: Minas Faz Ciência

Mineiras premiadas

Realizado desde 2006 pela L’Oréal, em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências, o prêmio promove e reconhece a participação da mulher na ciência, contribuindo para o equilíbrio de gêneros. Todo ano, sete jovens pesquisadoras das áreas de Ciências da Vida, Ciências Físicas, Ciências Químicas e Matemática são contempladas com uma bolsa-auxílio de R$ 50 mil para dar prosseguimento a seus estudos.

Em 2017, três pesquisadoras de Minas Gerais foram agraciadas com o prêmio. Em 2018, foram duas pesquisadoras mineiras premiadas.

Leia mais: Acesse o livro digital Mulher Faz Ciência, que reúne histórias de 10 cientistas brasileiras.

__

Fonte: Minas Faz Ciência