#FalaRegional: Serviço de Atenção Especializada é inaugurado na Microrregião de Saúde de Caratinga

By | 8 de março de 2019

Por Flávio Samuel 

Créditos: Flávio Samuel

Inaugurado em 28/02, o SAE está localizado na praça Coronel Rafael da Silva Araújo, n° 40, bairro Salatiel, em Caratinga. A inauguração contou com a presença do prefeito de Caratinga, Welington Moreira de Oliveira, de secretários municipais, de representantes da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e do promotor de Justiça da Comarca de Caratinga, Oziel Bastos de Amorim.

A referência técnica em IST/AIDS da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, Michelle Cristina Batista e Silva, ressaltou que o SAE terá como porta de entrada a UPA de Caratinga e como referência para parto de alto risco, o hospital Nossa Senhora Auxiliadora, e irá realizar tratamentos das infecções sexualmente transmitidas, hepatite B, C e demais acompanhamentos como educação permanente e auxilio à população vulnerável.

“A inauguração do SAE foi um grande desafio e tem o objetivo de facilitar o acesso da população a esses serviços. Antes, os pacientes precisavam se deslocar para microrregião de saúde de Ipatinga. Era oneroso para o município e o paciente muitas vezes saía de casa às 8h, retornando apenas à noite. Hoje temos acesso dentro de Caratinga, atendendo os 13 municípios que fazem parte da microrregião. Isso representa um ganho em qualidade de vida, acesso ao tratamento e aos medicamentos.”, pontuou Michelle Cristina Batista e Silva.

De acordo com o Superintendente Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, Ernany de Oliveira Duque Junior, tudo foi possível devido à Resolução SES/MG Nº 6.531, de 5 de dezembro de 2018, que estabeleceu os critérios de distribuição do incentivo financeiro do custeio para os municípios de Ubá, Itaúna, Caratinga, Mantena e Patrocínio, todos em fase de implantação do serviço.

“O incentivo financeiro para ações de vigilância, prevenção e controle das IST/Aids e Hepatites Virais é composto da seguinte forma: R$ 2.703.421 a serem repassados do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde e R$ 13.300.000 a serem repassados do Fundo Nacional de Saúde para os Fundos Municipais de Saúde”, destacou o Ernany de Oliveira.

Com esta inauguração, agora Minas Gerais conta com 73 unidades do Serviço de Atenção Especializada (SAE). Maria de Fátima, referência técnica em Sífilis da Coordenação Estadual de IST/AIDS, Sífilis e Hepatites Virais, afirmou que a intenção é ampliar as regiões de atendimento.

“Buscamos através de estudos que realizamos, onde tem a demanda por estes serviços, identificamos esses locais e tentamos colocar em parceria com o município para abertura do serviço. O usuário é acolhido, atendido e se for preciso tem a distribuição de medicamentos à sua disposição”, finalizou.

O SAE

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde de Caratinga, Jacqueline Marli, o serviço é de extrema relevância para a região de Caratinga, pois atenderá aos 13 (treze) municípios que fazem parte da microrregião.

“O SAE trata de doenças infectocontagiosas, além de fazer um trabalho preventivo. Anteriormente era um serviço de tratamento fora do domicílio, porque nós não tínhamos essa referência para o serviço aqui e hoje temos a oportunidade de atender em média 203 mil habitantes com esse trabalho. É importante ressaltar que teremos também um trabalho de acolhimento e proteção às vítimas de violência sexual, seja da pessoa na idade adulta, quanto para criança e adolescente. Por exemplo, casos como de uma criança que sofresse violência sexual, não tínhamos uma referência imediata, utilizávamos unidade de saúde como porta de entrada e posteriormente direcionávamos para o serviço, porque a vítima precisa fazer um trabalho de prevenção mesmo, tomar os medicamentos que chamamos de bloqueio para evitar contrair uma possível infecção” ressaltou.

O Serviço de Atenção Especializada (SAE) é integrado ao Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e à Unidade Dispensadora de Medicamentos (UDM), com equipe multiprofissional mínima. A UDM conta com farmacêutico em tempo integral durante o horário de funcionamento da unidade. “O serviço tem uma equipe multidisciplinar, médico clínico com manejo, ou seja, fez um treinamento; assistente social, enfermeiro, técnico em enfermagem, psicólogo, nutricionista e farmacêutico. O CTA conta com o teste rápido que será realizado no SAE também”, informou a Secretária.

Saiba mais sobre HIV/Aids, Hepatites Virais, Sífilis, além de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) em www.saude.mg.gov.br/sexoseguro

Deixe uma resposta