#VidaNoTrânsito: Dia do Pedestre promove reflexão sobre segurança no trânsito

By | 8 de agosto de 2019
Divulgação Fhemig

Divulgação Fhemig

Hoje, 08 de agosto, é comemorado o Dia Internacional do Pedestre, data estabelecida para conscientizar motoristas, motociclistas e ciclistas sobre a atenção que eles devem ter com as pessoas que andam à pé nas vias, e lembrar os próprios pedestres dos cuidados inerentes a eles, como atravessar na faixa e obedecer a sinalização de trânsito.

“O pedestre, quando atropelado, é o alvo principal do impacto, e não tem nenhuma proteção neste momento. Por isso, a chance de óbito é bem maior que a do motociclista, por exemplo, que divide o impacto com a motocicleta, e ainda tem o equipamento de proteção individual (EPI), como capacete, luva, e jaqueta”, explica o gerente assistencial do HPS, Marcelo Lopes Ribeiro.

De janeiro a julho de 2019, 907 pedestres, vítimas de acidente de trânsito, deram entrada no HJXXIII. No mesmo período, em 2018, foram 743 atendimentos a este tipo de paciente, ou seja, houve um aumento de 22% de um ano para o outro.

Lesões

A lesão mais comum no atropelamento é o politrauma, pois em um acidente do tipo, o pedestre sofre o impacto inicial, o da projeção, e o da queda, ou seja, são três momentos em que a vítima pode sofrer lesões, fazendo dela o elo mais frágil no trânsito. Além do politraumatismo, em atropelamentos são recorrentes as fraturas expostas, mais do que em qualquer acidente de trânsito.

Nos idosos, este tipo de lesão é ainda mais grave, chegando a acelerar o processo de óbito, caso a pessoa já esteja debilitada pela idade e por doenças crônicas. “É sempre bom nos lembrarmos de que o trauma acaba se transformando em uma nova doença, e que hoje mata mais que mazelas como o câncer, AIDS e problemas do coração”, explica o médico.

Cuidados do pedestre no trânsito

– Use sempre as faixas de pedestre e obedeça à sinalização.
– Evite o uso de celular e fones de ouvido enquanto anda pelas vias, isto tira a atenção do pedestre e impede que ele ouça barulhos como a buzina de um carro.
– Verifique bem os dois lados da rua antes de atravessá-la, mesmo que seja uma via de mão única, e se certifique de que o motorista o visualizou.
– Evite passar por meio de carros parados, ou atravessar na frente de ônibus, bancas de jornal, ou qualquer barreira que atrapalhe a visão do motorista.

Deixe uma resposta