Monthly Archives: abril 2020

#Meningite: SUS passa a oferecer vacina ACWY, nova forma de prevenção contra a meningite

meningite-bacteriana

Nesta sexta-feira (24/04) é celebrado o Dia Mundial de Combate à Meningite, data que nos convoca ao reforço da importância da vacinação, a melhor forma de prevenção contra a doença. A meningite é uma doença grave, que provoca inflamação das meninges – membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, e que pode ser causada por vírus ou por bactéria.

O risco de contrair meningite é maior entre crianças menores de cinco anos, principalmente até 1 (um) ano. No entanto, pode acontecer em qualquer idade. No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica. Casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. A ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no outono-inverno e das virais na primavera-verão.

Como dito anteriormente, a principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação. E a partir deste ano de 2020, passa a estar disponível no Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina ACWY, imunizante conjugado que protege contra quatro sorotipos de meningite bacteriana (a mais grave): A, C, W e Y, e que passa a ser aplicada em crianças de 11 e 12 anos. Atualmente, o SUS também oferece a vacina contra o sorotipo C, que é indicada para bebês: aos 3 e 5 meses e com reforço aos 12 meses.

Dessa forma, pais e responsáveis por crianças de 11 e 12 anos devem procurar a unidade básica de saúde mais próxima e garantir sua imunização contra a meningite com a nova vacina ACWY. A prevenção é o melhor remédio!

Saiba por que o recomendado é o álcool 70%

Por Ana Rita Fernandes

Para a prevenção do contágio com o Coronavirus, as autoridades nacionais e internacionais de Saúde, como a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), o Conselho Federal de Química (CFQ), o Ministério da Saúde do Brasil (MS) e a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmam que, o álcool 70% é o recomendado para desinfetar as mãos, embora a lavagem com água e sabão, quando oportuno, é o mais indicado.

Isso tem comprovação científica por meio de estudos e pesquisas realizadas ao longo de décadas, desde o início do século XX.

O álcool é um microbicida com características anti-séptica e desinfetante. Porém, sua atividade antimicrobiana está condicionada à sua concentração em peso ou em volume, em relação à água.

Na concentração de 70%, o produto tem a quantidade exata de água para facilitar a entrada do álcool no interior do microorganismo, seja bactéria, fungo ou vírus, como o Coronavirus. Isso porque a água, além de impedir a desidratação da parede celular externa do microorganismo, retarda a evaporação do álcool permitindo maior tempo de contato para que haja a penetração do álcool no interior do microorganismo, resultando na sua destruição.

A fórmula em gel tem duas características que a qualificam como mais indicadas para a higienização das mãos. A primeira é pela segurança, no caso de um acidente, por não espalhar rápido como o líquido, evitando assim o risco de incêndio. A segunda é por ter um item hidratante na sua composição, ajudando a prevenir o ressecamento da pele.

Os alcoóis com concentração superior a 70%, sem a água ou com água em baixas proporções, desidratam o microrganismo sem matá-lo. É o caso, por exemplo, dos concentrados em 99,6% (absoluto) ou o 92,8%, utilizado como composição em fórmulas cosméticas ou solvente de outros produtos. São ineficazes no combate ao Coronavirus porque evaporam com extrema rapidez.

A mesma ineficácia se diz sobre o álcool de posto, o etanol combustível, que tem concentração acima de 90%. Além do que já foi descrito acima, esse álcool pode ter a presença de outras substâncias, como metanol e hidrocarbonetos, bastante tóxicos, podendo causar irritação na pele e olhos, e até outras consequências mais graves, como a cegueira.

Por sua vez, os alcoóis com concentração inferior a 70% também são ineficazes porque não têm poder de eliminar microorganismos, como o Coronavirus. Servem apenas para limpeza em geral, eliminando a sujidade como pó e poeira.