Monthly Archives: julho 2020

Projeto Medicamento em Casa completa 2 meses em Uberlândia

por Lilian Cunha

“Bão demais, sô!”, essa foi a reação espontânea de felicidade da paciente Adenige Sousa Ribeiro para definir como se sentiu ao receber em casa o medicamento dela. A idosa conta que todos os meses gastava uma manhã inteira para retirar o medicamento na Farmácia de Minas, em Uberlândia: “Tinha que pegar dois ônibus para ir e dois para voltar e ainda aguardar minha vez para ser atendida”, explicou a paciente.

Essa é apenas uma expressão emocionada de uma pessoa no universo de dois mil pacientes para serem beneficiados pelo projeto em Uberlândia. “Não conseguimos mensurar pelos inúmeros relatos da equipe envolvida o quão gratificante que é fazer a diferença na vida dessas pessoas, principalmente nesse momento de pandemia”, completou o superintende regional de saúde de Uberlândia Marcelo José Pires Ferreira. Em dois meses, foram realizadas 1.798 entregas e percorridos 5.807 quilômetros, desde que iniciou, em 14/5 deste ano.

Diariamente, a Farmácia de Minas em Uberlândia atendia, presencialmente, 350 usuários. Em dois meses, o projeto já impactou significativamente na redução do fluxo de pacientes. “Gostaríamos de agradecer às pessoas que estão aderindo ao Medicamentos em Casa como também todos os envolvidos no processo”, destacou Sissi Ribeiro, farmacêutica e coordenara do Medicamento em Casa da Regional de Saúde de Uberlândia.

Além do Medicamento em Casa e adoção das medidas sanitárias preconizadas pelo Ministério da Saúde, diversas estratégias estão sendo adotadas para evitar aglomerações na Farmácia de Minas, são elas: aumento da dispensa por mais tempo; entrega dos medicamentos aos pacientes que fazem tratamento pelas clínicas de hemodiálise; pacientes do grupo de risco podem preencher a declaração autorizadora para um terceiro retirar a medicação e sendo imprescindível que o paciente compareça somente no dia do agendamento do recibo, pois a capacidade de atendimento é distribuída de forma sistematizada ao longo dos dias úteis do mês.

Medicamentos em Casa

O projeto Medicamento em Casa é uma parceria com o aplicativo de mobilidade urbana 99 e envolve a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e a Defesa Civil, que em Uberlândia, também conta com o apoio da Polícia Militar.

Os pacientes contemplados recebem uma ligação na véspera do atendimento agendado, para informar sobre a entrega. Por isso é importante que o cadastro esteja atualizado, e pode ser feito pelos canais de atendimento do Whatsapp (31) 98282-4324 e e-mail medicamentoemcasa@saude.mg.gov.br – informando nome completo, CPF, telefone e endereço completo. Caso não recebam o contato prévio, os pacientes devem comparecer normalmente na sede da Farmácia de Minas.

Além de Uberlândia, o Projeto está contemplando pacientes em Belo Horizonte, Coronel Fabriciano, Divinópolis, Juiz de Fora, Pouso Alegre e Teófilo Otoni.

Funed realiza exposição fotográfica virtual “Foco na Cobra”

Por Priscilla Fujiwara / ACS Funed

Serpente-olho-de-gato-anelada

Um dos passeios mais tradicionais e curiosos em Belo Horizonte, é a visita ao Serpentário da Fundação Ezequiel Dias (Funed). O espaço atrai estudantes e pesquisadores, que veem de perto diversas espécies, como de jiboia, cascavel, falsa coral e jararacas e aprendem sobre os seus hábitos, histórias e particularidades.

Com as vistas ao público suspensas – devido às medidas de prevenção durante o período de pandemia causado pelo novo coronavírus, os servidores do Serpentário e fotógrafos Rafael Batista e Leo Noronha fizeram uma curadoria de seu acervo de imagens das cobras do Serpentário, que estarão na exposição virtual “Foco na Cobra”.

A mostra foi idealizada pela equipe do Serpentário para celebrar o Dia Mundial da Cobra, 16 de julho, data criada para combater os mitos em torno do animal, promover a sua preservação e, principalmente, destacar a sua importância para o meio ambiente. No Serviço de Animais Peçonhentos hoje, têm 200 cobras e na exposição são 29. Foram selecionadas fotos de espécies de cobras que menos chegam na Funed, como é o caso Suaçuboia (Corallus hortulana).

Também estão na mostra, cobras da exposição permanente que são populares entre os visitantes, como é o caso da jiboia mascote da Funed, Jiboned. “Quem não se lembra da Jiboned? A cobra encontrada na Praça Raul Soares que teve o seu nome escolhido pela população”, comentou o chefe do Serviço de Animais Peçonhentos da Fundação, Rômulo de Toledo.

A exposição começa a partir do dia 13/7, nas redes sociais da Funed. Durante esta semana, todos os dias novas fotos com um olhar único, científico e atento dos fotógrafos serão apresentados ao público. Ao final, o acervo da exposição será disponibilizado no site da instituição.

Confira neste link a galeria com as fotos da exposição que serão atualizadas diariamente ao longo da semana.

Popularização da Ciência

Além da exposição fotográfica virtual, em alusão ao Dia da Cobra, a Funed irá “ocupar virtualmente” o Museu MM Gerdau. No dia 23 de julho, a chefe do Serviço de Coleção Científica e Popularização da Ciência, Giselle Cota, irá apresentar em um vídeo esclarecedor sobre a importância das serpentes para o ecossistema, o histórico de trabalhos realizados pela Funed, além de apresentar a relevância de uma coleção científica para a sociedade e para a preservação das espécies.

A equipe do programa Ciência em Movimento também irá ensinar em um tutorial lúdico e divertido como transformar canudos em uma cobrinha. Todo material poderá ser acessado nos canais do Youtube do Museu MM Gerdau e da Funed.

Serpentário 

O serpentário da Funed é um espaço de assombro e deslumbramento. Ele oferece ao visitante uma visão única sobre esses animais que, ao longo da história, sempre causaram medo e fascínio. Além do espaço reservado para os pesquisadores visitantes e curiosos, a Fundação mantém também um criatório, para pesquisa e extração de veneno.

Nos últimos cinco anos o Serviço de Animais Peçonhentos (SAP), que é responsável pela coordenação do Serpentário, atendeu em torno de 250 instituições e ministrou palestra sobre biologia e comportamento de serpentes, aranhas e escorpiões; prevenção de acidentes com animais peçonhentos, primeiros socorros e produção de soro para mais de oito mil pessoas.

As visitas e o atendimento estão suspensos, porém o público pode conhecer o Serpentário e aprender um pouco mais sobre o universo das cobras na visita em 360º produzida pelo projeto Minas faz Ciência da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig).

Serviço: 

Exposição Virtual Fotográfica “Foco na Cobra”

Data: a partir do dia 13/7 ao dia 17/7, com atualizações diárias

Local:  rede sociais e site da Funed