Funed realiza exposição fotográfica virtual “Foco na Cobra”

By | 13 de julho de 2020

Por Priscilla Fujiwara / ACS Funed

Serpente-olho-de-gato-anelada

Um dos passeios mais tradicionais e curiosos em Belo Horizonte, é a visita ao Serpentário da Fundação Ezequiel Dias (Funed). O espaço atrai estudantes e pesquisadores, que veem de perto diversas espécies, como de jiboia, cascavel, falsa coral e jararacas e aprendem sobre os seus hábitos, histórias e particularidades.

Com as vistas ao público suspensas – devido às medidas de prevenção durante o período de pandemia causado pelo novo coronavírus, os servidores do Serpentário e fotógrafos Rafael Batista e Leo Noronha fizeram uma curadoria de seu acervo de imagens das cobras do Serpentário, que estarão na exposição virtual “Foco na Cobra”.

A mostra foi idealizada pela equipe do Serpentário para celebrar o Dia Mundial da Cobra, 16 de julho, data criada para combater os mitos em torno do animal, promover a sua preservação e, principalmente, destacar a sua importância para o meio ambiente. No Serviço de Animais Peçonhentos hoje, têm 200 cobras e na exposição são 29. Foram selecionadas fotos de espécies de cobras que menos chegam na Funed, como é o caso Suaçuboia (Corallus hortulana).

Também estão na mostra, cobras da exposição permanente que são populares entre os visitantes, como é o caso da jiboia mascote da Funed, Jiboned. “Quem não se lembra da Jiboned? A cobra encontrada na Praça Raul Soares que teve o seu nome escolhido pela população”, comentou o chefe do Serviço de Animais Peçonhentos da Fundação, Rômulo de Toledo.

A exposição começa a partir do dia 13/7, nas redes sociais da Funed. Durante esta semana, todos os dias novas fotos com um olhar único, científico e atento dos fotógrafos serão apresentados ao público. Ao final, o acervo da exposição será disponibilizado no site da instituição.

Confira neste link a galeria com as fotos da exposição que serão atualizadas diariamente ao longo da semana.

Popularização da Ciência

Além da exposição fotográfica virtual, em alusão ao Dia da Cobra, a Funed irá “ocupar virtualmente” o Museu MM Gerdau. No dia 23 de julho, a chefe do Serviço de Coleção Científica e Popularização da Ciência, Giselle Cota, irá apresentar em um vídeo esclarecedor sobre a importância das serpentes para o ecossistema, o histórico de trabalhos realizados pela Funed, além de apresentar a relevância de uma coleção científica para a sociedade e para a preservação das espécies.

A equipe do programa Ciência em Movimento também irá ensinar em um tutorial lúdico e divertido como transformar canudos em uma cobrinha. Todo material poderá ser acessado nos canais do Youtube do Museu MM Gerdau e da Funed.

Serpentário 

O serpentário da Funed é um espaço de assombro e deslumbramento. Ele oferece ao visitante uma visão única sobre esses animais que, ao longo da história, sempre causaram medo e fascínio. Além do espaço reservado para os pesquisadores visitantes e curiosos, a Fundação mantém também um criatório, para pesquisa e extração de veneno.

Nos últimos cinco anos o Serviço de Animais Peçonhentos (SAP), que é responsável pela coordenação do Serpentário, atendeu em torno de 250 instituições e ministrou palestra sobre biologia e comportamento de serpentes, aranhas e escorpiões; prevenção de acidentes com animais peçonhentos, primeiros socorros e produção de soro para mais de oito mil pessoas.

As visitas e o atendimento estão suspensos, porém o público pode conhecer o Serpentário e aprender um pouco mais sobre o universo das cobras na visita em 360º produzida pelo projeto Minas faz Ciência da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig).

Serviço: 

Exposição Virtual Fotográfica “Foco na Cobra”

Data: a partir do dia 13/7 ao dia 17/7, com atualizações diárias

Local:  rede sociais e site da Funed

Deixe uma resposta