Você conhece a Medicina de Família e Comunidade?

By | 5 de dezembro de 2020

Sem título

5 de Dezembro: Dia do Médico de Família e Comunidade

A Medicina de Família e Comunidade (MFC) é a especialidade médica focada em trabalhar na Atenção Básica (ou Primária), que é o nível de atenção à saúde mais acessível à população, e caracterizado por uma “densidade tecnológica” relativamente baixa (ou seja, a Atenção Básica não necessita dos aparelhos mais modernos disponíveis, pois foca em outras questões).

Estima-se que até 90% das demandas em saúde podem ser resolvidas por médicas ou médicos de família e comunidade dentro da Atenção Primária à Saúde  sem necessitar de encaminhamento a outros serviços! Para entender mais sobre esses profissionais, continue lendo o texto!

Você sabia? 

Grande parte dos atendimentos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) podem ser muito bem resolvidos em Unidades Básicas de Saúde (UBS).

COMO É A ATUAÇÃO DO MFC?

A MFC atende pessoas em todas as etapas do ciclo de vida, desde recém nascidos, acompanhando crianças, adultos, gestantes e os idosos! Além disso, também atende demandas gerais de saúde, recebendo demandas diversas e de qualquer parte do corpo!

Por causa disso, essa especialidade é muito capacitada para cuidar de condições de saúde mais comuns e que têm mais impacto para a população. Também presta assistência aos estágios iniciais de qualquer condição de saúde e é mantido o acompanhamento mesmo após um possível encaminhamento a outra especialidade, se necessário.

Outra parte central da Medicina de Família e Comunidade é o grande destaque às medidas de prevenção de doenças e na promoção da melhoria na qualidade de vida. Nesse sentido, o estímulo aos hábitos de vida saudáveis e os exames de rastreio são ferramentas importantíssimas para essa especialidade.

Você sabia? 

Os países com os melhores índices na saúde da população são aqueles que mais se conscientizam e mais investem em prevenção. Melhores investimentos na prevenção, além de serem favoráveis à qualidade de vida, também acabam reduzindo os gastos totais futuros.

POR QUE O NOME “MÉDICO DE FAMÍLIA E COMUNIDADE”?

A MFC busca enxergar a pessoa como um todo, compreendendo o impacto que as questões sociais têm sobre a saúde ou a doença: não são especialistas em doenças ou órgãos, e sim em pessoas, suas famílias e suas comunidades.

Como consequência disso, a atuação da médica ou médico de família e comunidade não fica restrita ao consultório. As visitas domiciliares e atividades com a comunidade são parte da rotina dessa especialidade!

Muitas vezes, o conhecimento do contexto familiar e social e o entendimento da pessoa para além da doença permite decisões clínicas personalizadas, que por isso são mais efetivas.

EXISTE DIFERENÇA ENTRE “MFC” E MÉDICO GENERALISTA?

No Brasil, chamamos de médico generalista quem fez os 6 anos da faculdade de Medicina, mas que não fez nenhuma residência ou especialização após isso. Já para exercer a Medicina de Família e Comunidade, o médico ou médica precisa, após a faculdade, fazer uma residência (continuação dos estudos médicos) por mais 2 anos ou uma prova de especialização.

Durante essa formação mais profunda, o médico ou médica de família e comunidade se especializa em usar as ferramentas disponíveis na Atenção Primária à Saúdee adquire conhecimentos e habilidades que tornam sua atuação mais eficaz.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO MFC PARA O SISTEMA DE SAÚDE?

Por estar próxima à população e conseguir resolver a maior parte das necessidades em saúde usando relativamente menos recursos, essa especialidade evita “filas” para outros serviços de saúde e reduz gastos desnecessários.

Devido a essa importância, foi lançada em 2002 a Estratégia de Saúde da Família, que organiza o SUS a partir da Atenção Primária à Saúde  e define a equipe de saúde da família, composta, entre outros profissionais, por médicas(os) de família e comunidade.

Autores: João Rafael Assis Alderete, Vitor Yukio Ninomiya

Referências:

  1. Campos, CEA. Os princípios da Medicina de Família e Comunidade. Revista APS, v.8, n.2, p. 181-190, jul./dez. 2005
  2. SBMFC. Quem é o médico de família e comunidade? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=HZuU8xbNGNA

Deixe uma resposta